Onde estão os funcionários?

0
1



Muito se fala em absenteísmo e em formas de se combater a prática. Na América Latina, por exemplo, 38% dos funcionários mentem no trabalho, dizendo que estão doentes para faltar. E por que eles fazem isso? Um estudo da Kronos em parceria com a Haris Interactive, com mais de 6 mil pessoas no Reino Unido, França, Austrália, China, Índia e América Latina mostrou que a maioria se sente estressada e, portanto, precisa de um dia de folga.

 

E o que esses profissionais fazem com o dia de folga? Passar o dia em casa para assistir televisão, foi o principal motivo, citado por 41% dos latino-americanos. Globalmente, os entrevistados apontaram como principal solução para o problema a flexibilização de horários. Ousados, os franceses acreditam que folgas às sextas-feiras durante o verão, com a devida reposição do tempo no resto da semana, seria uma boa alternativa.

 

O fato é que as ausências de funcionários, sejam provenientes de doença, férias, licença médica, gravidez, paternidade ou estresse, influenciam no orçamento da companhia. “Quando são levadas em consideração todas as justificativas, não somente as licenças médicas, isso consome 15% da folha de pagamento de uma empresa”, afirma Luis Moura, diretor da Kronos para o Brasil e Caribe.

 

A solução para ajudar a controlar o problema pode estar na gestão de pessoas atrelada ao uso da tecnologia, sugere o diretor geral da Kronos para América Latina, Gabriel Alvarado. “Ao reunir informações em um único banco de dados integrado a outros sistemas empresariais, os gerentes têm acesso a uma visão única, em tempo real, sobre o absentismo em sua organização. Além disso, há redução de custos, as melhores práticas aumentam a produtividade e garantem a continuidade e conformidade”, revela. “Os resultados finais serão o controle do absentismo e a melhora da autoestima dos funcionários”, completa.

 

Veja outros dados sobre a pesquisa e leia as matérias e artigos sobre o tema, logo abaixo:

 

O perfil do empregado que falta
Mais da metade dos latino-americanos, com idade entre 18 e 24 anos, alega doença

 

Quais são os custos do absentismo?
Gastos diretos consomem 15% da folha de pagamento

 

É verdade se o empregado diz estar doente?
Essa resposta é negativa na maioria das vezes; Na China, acontece com 71% dos colaboradores

Por que um funcionário mente?
Maioria afirma estar doente quando não está, para faltar ao trabalho

 

Flexibilidade para reduzir absenteísmo
Ganhar sextas-feira no verão, além de licenças não remuneradas também podem ajudar

 

Líderes despreparados contribuem para turn over
Desenvolver lideranças pode reverter quadro de desligamentos dos colaboradores

 

Ginástica laboral é essencial
Prática combate o absenteísmo dos colaboradores

 

Como reduzir o turnover e o absenteísmo
Manter o planejamento com um relacionamento próximo da operação ajuda a encontrar oportunidades que melhorem a satisfação dos operadores com seu trabalho

 

Absenteísmo: por que as pessoas faltam?
Como resolver esse assunto que atormenta diariamente a gestão de diversas empresas