Operadores bilingües ganham espaço no mercado

0
2

Com o avanço das telecomunicações, muitos setores de call center começam a se transferir de países como Estados Unidos e Inglaterra para países em desenvolvimento. Pelos custos acessíveis, avanços tecnológicos e pela disposição brasileira em atender bem, o País atrai contratos de telemarketing offshore, o atendimento a clientes de produtos e serviços de todo o mundo. A oportunidade é especialmente significativa para profissionais operadores bilingües.

A Associação Brasileira de Telemarketing (ABT) acredita que, até o final de 2003, entre 500 e 700 operadores bilingües já atuavam nesse mercado. A estimativa é que este número chegue a 5 mil até dezembro de 2004. “O setor recruta, em especial, jovens que já fizeram intercâmbio no exterior, por serem profissionais com o conhecimento de uma segunda língua e experiência fora do Brasil”, afirma Topázio Silveira, presidente da ABT.

O salário de um operador fluente em dois idiomas está na faixa de mil e duzentos reais, o dobro de um operador comum. Ele recebe treinamento dentro da empresa empregadora, para trabalhar em funções de atendimento bancário, suporte técnico (help desk) e venda de produtos e serviços pelo telefone. Nesse mercado, levam vantagens os candidatos com boa fluência em inglês e espanhol, que se esforçam em conhecer os costumes e a cultura dos povos atendidos.

As empresas de call center listadas abaixo estão espalhadas pelo Brasil e recebem currículos de pessoas que desejam trabalhar como operadores bilingües.
ACS: www.acs.com.br
Atender Bem: www.atenderbem.com.br
Atento: www.atento.com.br
CBCC: www.cbcc.com
Teleperformance: www.teleperformance.com.br
Vermont: www.vermont.com.br