Primeiro emprego. Energia vs oportunidade

0
1



Um dos setores que mais emprega no País, o contact center é, muitas vezes, a porta de entrada para o jovem no mercado de trabalho. Maioria na atividade, os profissionais entre 18 e 24 anos representam 45% dos teleoperadores, segundo dados da ABT, Associação Brasileira de Telesserviços. Mas a juventude está realmente preparada para a função do relacionamento com o cliente?

Para o consultor em gestão de pessoas, Eduardo Ferraz, esse público está em busca de aprendizado. “Contratar um jovem, significa contratar uma pessoa sem vícios e com proatividade e disposição para aprender rápido”, propõe. Além disso, a energia e sede por conhecimento características dos jovens são fatores que, se bem explorados, podem melhor a prestação do serviço ao consumidor. “O jovem trabalha com bastante energia e tem facilidade para lidar com a comunicação. Ele vê no contact center uma oportunidade para aprender e crescer e chega com muitas expectativas”, concorda Cezar Tegon, diretor de novos projetos da ABRH-Nacional, Associação Brasileira de Recursos Humanos.

A capacitação e o treinamento do profissional, entretanto, têm papel fundamental para o sucesso na promoção desse relacionamento entre empresas e consumidores. Se o jovem não é bem preparado, todo o investimento na contratação ou mesmo nas estratégias de marketing e vendas vai por água abaixo. Quando a organização se preocupa em cuidar da capacitação, o retorno é certo e positivo no longo prazo, até mesmo como uma forma de incentivar e reter. “É preciso ter muito treinamento e desenvolvimento das partes técnica e comportamental, incluindo feedbacks diários dos gestores no exercício das funções”, indica Ricardo Evaristo, consultor da M&S. Até por que “se a empresa contrata um jovem, mas não o treina e motiva adequadamente, faz com que ele parta logo para outros empregos”, complementa Eduardo Ferraz.

Uma vantagem e, ao mesmo tempo, estratégia de motivação é colocar esse profissional no lugar do cliente. “Estes jovens também são consumidores e fazem parte de um público exigente”, compara Ricardo Evaristo, consultor da M&S. Se a empresa possui a pessoa certa na posição correta, com vontade de aprender, ela tem a faca e o queijo nas mãos. O que fazer, então? Explorar as possibilidades, que, diga-se de passagem, são muitas.

 

 

Os jovens estão preparados para atender bem o consumidor? Acesse à enquete do portal Callcenter.inf.br e dê sua opinião.

 

Acesse também às matérias relacionadas ao assunto:

 

Experiência ou prontidão para aprender?
Retenção começa na busca pelos profissionais adequados para cada vaga

 

Com força de vontade?
Promissores, novos talentos têm energia para oferecer às empresas

 

A pessoa certa para a posição certa
De um lado, o jovem disposto a aprender, e do outro, a empresa para motivar

Empenho para a relação
Jovens profissionais como alvo dos investimentos

 

Oportunidade dos 18 aos 50 anos
Setor absorve mão-de-obra de jovens a profissionais mais experientes

 

Setor atrai jovens para mercado de trabalho
Cursos profissionalizantes ajudam quem ainda não tem experiência anterior

 

Remuneração atrai rotatividade dos jovens
Para 44,1%, bom salário fixo faz a diferença na escolha da empresa, aponta pesquisa

 

Jovens no ambiente de trabalho
Como estimular a responsabilidade e o comprometimento dos novos profissionais

 

O que esperar das gerações Y e Z
O comportamento dos jovens no ambiente de trabalho

 

O que mais chama atenção em uma vaga?
Remuneração deixou de ser item mais relevante para jovem ao escolher uma oportunidade

 

Callcenter ajuda reduzir desemprego
Setor foi responsável pela contratação de cerca de seis mil jovens em Santos

 

O perfil profissional da geração “Y”
Geração não considera salário como mais importante na hora de escolher emprego

 

Humanizando a geração Y
Por meio de técnicas teatrais, atitudes ruins dos jovens da Geração Y podem ser melhoradas

 

Geração Y já domina 30% do mercado
Para Daniela do Lago, especialista em comportamento organizacional, jovens e empresas precisam estar em sintonia para alcançar melhores resultados

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSocial commerce: promessa ou realidade?
Próximo artigoFato ou Versão?!