Procergs interliga órgãos do governo com solução Damovo

0
5


A Empresa de Processamento de Dados do Rio Grande do Sul – Procergs – está concluindo um projeto de rede corporativa que irá interligar 110 órgãos de Governo em todo o Estado com tráfego de alta velocidade e serviços avançados de comunicação. O projeto – cuja licitação foi vencida pela integradora Damovo – conta com a tecnologia de comutadores de Gigabit Ethernet da Extreme Networks e é um dos primeiros em esfera de Governo Estadual no País a suportar o tráfego de IP-Multicast. Isto é, a mesma infra-estrutura utilizada para o tráfego de internet será usada para a comunicação de voz, dados, videoconferência, treinamento a distância e distribuição de conteúdo multimídia. A simples integração das comunicações de voz na nova rede representa economia de 100% nas chamadas de telefônicas ocorridas entre os órgãos e repartições do Estado servidas pela nova rede”, comenta o diretor de operações da Procergs, Cláudio Cossetti Dutra.


Segundo o executivo, esta economia atinge 80% de todas as despesas telefônicas do Governo do RS e ainda apresenta a vantagem de facilitar o gerenciamento dos recursos, permitindo o controle centralizado do acesso a serviços de comunicação. “Com a tecnologia convergente da Extreme Networks, as despesas com tráfego de dados também foram sensivelmente reduzidas”, continua o executivo. Segundo ele, até o início do projeto só os links de dados do Governo demandavam recursos da ordem de R$ 620 mil ao mês. A partir do novo projeto, a Procergs licitou um novo link da BrasilTelecom – cotado em R$ 520 mil ao mês – que supre todas as necessidades de tráfego, inclusive com suporte aos novos serviços avançados propiciados pela tecnologia da Extreme Networks.


Além de agilizar o fluxo de informações entre os diferentes órgãos do Governo Gaúcho, o projeto de redes está apto a levar a todo o Estado um programa de auto-serviço ao cidadão denominado “Tudo Fácil”. Ao todo, serão 35 localidades dotadas de switches de acesso – também Extreme Networks – com inúmeros serviços ancorados em bases de dados do Governo para renovação ou solicitação de documentos e informações de interesse público.De acordo com Leonardo Bon, diretor da Extreme Networks para a América Latina, o modelo de rede da Procergs adequa-se a tendência das empresas de serviços públicos em partir para redes de última geração como forma de baixar custos operacionais. Segundo ele, a prática do mercado está provando que canalizar diversos serviços – como voz, dados e internet – numa mesma infra-estrutura não apenas melhora os serviços mas garante um rápido retorno sobre o investimento.