Proxis adoça vendas da Amor aos Pedaços

0
14


Em dezembro de 2006 a rede de doçarias Amor aos Pedaços bateu recorde de comercialização de bolos e doces por meio do canal de televendas, contabilizando 350 pedidos atendidos, o que representou em termos de valores, o equivalente a 50% do faturamento mensal de uma loja física. Implantado e desenvolvido pela Proxis, especializada em serviços de contact center, o canal de delivery obteve uma reposta tão satisfatória a ponto de não apenas a rede ter renovado o contrato com a prestadora do serviço, como também já está estudando o plano de expansão desse recurso.

A parceria entre as empresas foi iniciada em janeiro de 2006, inicialmente para serviços de telemarketing ativo e, poucos meses depois, também o SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) foi transferido para a Proxis. A idéia de utilizar esse canal também para realizar as vendas de bolos e doces decorreu da constatação de que 90% dos clientes que ligavam para a rede Amor aos Pedaços solicitavam informações sobre os produtos. “Ao invés de apenas responder às dúvidas e de encaminhar o cliente para a loja mais próxima, percebemos que poderíamos usar esse canal também para efetuar as vendas propriamente ditas”, lembra Ana Maura Werner, gerente de marketing da Amor aos Pedaços.

O diretor comercial da Proxis, Wilson Aruk, explica que por meio da interação com a rede de doçarias e o estudo do perfil dos clientes foi possível identificar e criar um canal de comunicação que, ao mesmo tempo, funcionasse para aumentar a eficiência das vendas da rede e proporcionasse ao consumidor final maior conforto e comodidade para aquisição dos produtos. “Com base nisso, desenvolvemos um portal de vendas integrado ao banco de dados da Amor aos Pedaços, e os resultados obtidos se mostraram compensadores e significativos”, salienta o executivo.

O canal de televendas começou a operar em maio de 2006, inicialmente em caráter experimental e para atender apenas às seis lojas próprias da Amor aos Pedaços e instaladas em São Paulo. “A média das vendas por telefone era de 50 a 60 por mês. Na Páscoa esse número saltou para 200”, destaca Ana Maura. Com base nessa boa performance, a empresa decidiu estender esse canal para as demais lojas franqueadas em São Paulo – 34 no total – e as vendas permaneceram no patamar de 200 por mês, em média, saltando para 350 em dezembro.

A operação de telemarketing é feita na Proxis. “Não dispomos de espaço físico e nem de infra-estrutura tecnológica, por isso optamos pela terceirização dos serviços”, salienta a gerente de marketing da Amor aos Pedaços. Atualmente 20% do total de ligações atendidas no SAC se transformam em vendas. Os planos para 2007 são de expandir esse serviço à medida em que houver aumento da demanda. A rede também deverá reforçar a divulgação desse serviço nas campanhas promocionais e em veículos de comunicação específicos. “Até agora essa comunicação ficou mais centrada na parcela do público que já é cliente, e nos que buscam informações por meio do SAC”, completa Ana Maura.