Quatro/A quer crescer 85% este ano

0
3

A Quatro/A Telemarketing e Centrais de Atendimento apresentou o balanço de resultados da empresa no ano passado e os projetos para 2000. O faturamento em 1999 ficou em R$ 131,5 milhões, registrando um crescimento de 80% em relação ao ano anterior.

Para o diretor-superintendente da companhia, Luiz Carlos Urquiza, foi um ano de grandes investimentos, já que o capital investido no ano passado nos setores de tecnologia, infra-estrutura e treinamento de pessoal, chegou aos R$ 16 milhões. “Criamos a Quatro/A Nordeste em parceria com a Rede Bahia, para atuar mais fortemente no mercado Norte/Nordeste. Além disso, lançamos o Internet Call Center, um novo serviço que integra as centrais de atendimento de nossos clientes com a Internet, utilizando todo o potencial da rede”. No final deste 99, a empresa contava com 54 clientes, mais de 7 mil funcionários e 3,6 mil PAs.

Em 2000, o objetivo é manter o crescimento acentuado através da realização de investimentos contínuos destinados novamente à área de infra-estrutura, treinamento e aperfeiçoamento, além do setor de recursos humanos. Este ano ainda devem ser aplicados R$ 60 milhões nestes segmentos da empresa. A Quatro/A deve também expandir seus negócios para vários diferentes Estados e até mesmo em outros países. “Continuaremos a investir na região Norte/Nordeste – além de Salvador e Fortaleza, pretendemos abrir escritórios em pelo menos mais duas cidades”, conta Urquiza. “E o Mercosul será nossa porta de entrada para o mercado internacional”.

A empresa pretende terminar este ano com um faturamento de R$ 261 milhões, alcançando 12,5 mil funcionários, 6 mil PAs e 90 clientes. Se essa meta for atingida, será registrado um crescimento de 85%. Atualmente, a Quatro/A possui escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Ribeirão Preto, Salvador e Fortaleza atualmente. Na sua carteira de clientes destacam-se companhias como Brastemp, Ford, Intelig, Unibanco e Varig.