Questões comportamentais também contam

0
1
Não são apenas as habilidades técnicas que importam no momento de conquistar uma vaga no mercado de trabalho ou mesmo para se manter em um emprego. Características comportamentais podem ser a chave para o sucesso ou a causa do fracasso de um profissional. De acordo com a diretora de operações da Avance RH, Sonia Nakabara, a inflexibilidade, falta de iniciativa, introversão ou o excesso de confiança podem tirar as chances de um candidato a uma vaga de emprego.
Na visão dela, os profissionais, sobretudo os gestores, precisam se adaptar ao ambiente corporativo e desenvolver habilidades necessárias para realizar suas atividades com sucesso. “É preciso que essas pessoas façam uma autoanálise, reconheçam seus pontos fortes e também as habilidades que precisam ser desenvolvidas para que obtenham o sucesso na área em que atuam ou que pretendem atuar”, destaca a executiva da Avance RH.
Segundo Sonia, o grande desafio dos recrutadores é encontrar profissionais que possuam os requisitos técnicos e comportamentais exigidos pelas empresas para cada vaga aberta. Mesmo profissionais altamente qualificados em quesitos técnicos podem fracassar em um processo seletivo por conta de incompatibilidade entre o seu perfil e o da empresa visada. Além da triagem de currículos, diversos testes podem ser aplicados no momento da entrevista para identificar se o candidato possui capacidade de análise e planejamento, liderança ou para gestão.