RH em sinergia

0
4
Fruto de um processo que já começou Há alguns anos, o RH tem adotado uma postura muito mais estratégica dentro das empresas. Com isso, cada vez mais, ele ganha um papel fundamental na empresa, atuando com múltiplas responsabilidades, desde os aspectos estratégicos da gestão de pessoas, até no suporte para o funcionamento do todo, estando sempre alinhado às estratégias e objetivos da organização. Nesse ano, não foi diferente. Tanto que na visão de Marcela Martins Pimenta, gerente de RH da Callink, em 2015, o maior desafio continuou sendo garantir que as ações da área estejam integradas, em sincronia com os objetivos estratégicos da empresa.
Ele explica que o RH tem sempre que atuar efetivamente para atender as demandas de pessoal, que são a atividade primária da nossa área. “A cada nova operação e crescimento da empresa precisamos buscar o capital humano adequado às necessidades.” Além disso, tem de estar sempre atento na atuação da equipe, na sustentação da qualidade e motivação dos colaboradores. “Aí surge o tema engajamento de forma mais ampla, tornando o desafio não só da área de RH, mas de todos como prioridade estratégica, pois trabalhamos com os aspectos mais intangíveis da organização”, detalha.
O fato do RH atuar dessa forma, coordenando o planejamento estratégico da empresa, segundo Marcela, favoreceu uma visão mais ampla dos objetivos, permitindo assim, mais sinergia e alinhamento com as lideranças. Para garantir esse alinhamento, ela conta que a Callink tem revisitado com frequência a estratégia para garantir o resultado no presente com o olhar para o futuro, além de investir na comunicação para manter as pessoas informadas e principalmente engajadas com esses objetivos. “Outro ponto é a revisão da gestão, considerando dois aspectos: processos e custos, com objetivo de otimização, e eficiência e investimento de forma mais assertiva”, acrescenta a executiva.
Entre as ações da empresa está a utilização do WhatsApp como canal de comunicação com interessados nas vagas, o que ampliou a captação de candidatos e até mesmo a efetivação dos mesmos. “O processo se tornou mais ágil e utilizamos um canal que nosso público alvo tem muita sintonia e interesse.” A gerente revela que a Callink também está preocupados com a formação do capital humano. Dentro disso, em parceria com diversas entidades, a empresa criou alternativas como treinamentos e ações para capacitar os candidatos que não estão preparados para a vaga naquele momento, desenvolvendo as competências técnicas e proporcionando uma nova oportunidade. “Temos percebido um resultado significativo nesse processo que vai além da formação, sendo também uma oportunidade de valorização e aquisição de conhecimento para quem sequer ainda é colaborador da empresa”, pontua Marcela, acrescentando que estes são alguns exemplos de ações que o RH desenvolve atualmente em parceria com diversas áreas, “pois acreditamos que o sucesso do nosso trabalho depende também da capacidade de criar e inovar sempre de forma integrada”.