Serasa e Fundação Dom Cabral fecham parceria

0
2

A Serasa e a Fundação Dom Cabral formalizam parceria inédita para a criação de um projeto sobre inovação em serviços. O objetivo do convênio é desenvolver uma pesquisa sobre práticas e processos inovadores entre as empresas do setor de serviços, a fim de produzir melhorias e otimizar os resultados das organizações. Na ocasião, foi inaugurado o Núcleo Serasa de Inovação, por meio do qual serão realizados
estudos e pesquisas de ações e casos de sucesso em inovação no setor de serviços, práticas adotadas no Brasil, EUA e Europa, especificidades do setor de serviços, entre outros tópicos.
A Serasa vai estabelecer a estratégia a ser utilizada na pesquisa,
acompanhar o desenvolvimento dos estudos e promover eventos relacionados ao tema, como por exemplo, o workshop sobre inovação, previsto para setembro, na Sede Serasa. A Fundação Dom Cabral, por outro lado, será responsável pelo conteúdo e a metodologia da realização da pesquisa. O resultado do trabalho será publicado em um livro.
A parceria também vai proporcionar a implantação do processo Serasa
Universidades na Fundação Dom Cabral. Por meio dele, alunos e professores da Fundação terão acesso a demonstrações contábeis e análises econômico-financeiras das sociedades anônimas de capital aberto disponíveis no banco de dados da Serasa, a fim de auxiliar nos processos de pesquisa acadêmica e disseminar os conceitos e valores da cultura de crédito.
Segundo o presidente da Serasa, o setor de serviços é extremamente
importante para a economia dos países desenvolvidos, no Brasil não recebe a devida atenção dos governos e universidades. Assim, a parceria com a Fundação Dom Cabral se reveste de maior relevância por promover conceitos, práticas e processos inovadores, que resultarão em contribuição para a competitividade das empresas brasileiras desse setor.
“Os empresários brasileiros têm dado provas de grande capacidade e
criatividade, ao apresentarem resultados positivos a despeito das
adversidades. Com fomento a pesquisa, difusão de boas práticas e maior estímulo à inovação, podemos surpreender ainda mais”, afirma Elcio Anibal de Lucca.