Tedenium chega ao Brasil

0
4


A Tedenium inicia as atividades no mercado brasileiro de tecnologia da informação de olho nos segmentos corporativo e de governos. O executivo Mauricio Blanco informa que, neste momento, a estratégia da companhia é criar uma imagem institucional em cima da apresentação ao público-alvo de soluções baseadas em softwares livres Free BSD. Esses softwares são resultados de um projeto tecnológico totalmente brasileiro e com capital integralmente nacional, que se iniciou em 2003. A base tecnológica do Free BSD é proveniente da Universidade de Berkeley na Califórnia, onde foi criada nos início do ano 2000.

Devido às características das soluções principais: dispositivos de ação personalizadas (DAP) nas modalidades de controle de terminais (DAP Conter), de filtros de e-mails (DAP FiltroDeE-mails) e destinadas às comunicações em VoIP em PBX (DAP VoIT), a Tedenium disponibiliza sempre soluções combinadas de hardware, software, serviços de consultoria e suporte ao usuário corporativo. Essa disponibilização supre as necessidades de implantação ou expansão da infra-estrutura de conectividade de voz e dados, inclusive quando o cliente utiliza-se da Internet (protocolo IP) como meio de conexão.

Além disso, afirma Blanco, neste momento a Tedenium entende que os custos maiores dos aplicativos DAP para as redes do cliente final serão viabilizados fundamentalmente nos mercados de usuários de grande porte. Por isso, o posicionamento traçado no sentido de dar prioridade aos dois mercados mencionados, deixando para uma segunda etapa a comercialização nos mercados SMB.

A política de vendas da empresa será feita toda em base aos canais integradores. A partir do mês de março acontecerá um “road show”, no qual a Tedenium será apresentada em diversos pontos do Brasil para as revendas de tecnologia da informação. A ênfase nos mercados regionais ficará em cima de São Paulo, Brasília, Região Sul e Rio de Janeiro. Entretanto, Mauricio Blanco acredita que a rede deverá ter capilaridade em todo o território nacional.