TH Trading lança linha de aparelhos telefônicos

0
1

A TH Trading, importadora coligada à Raf Eletronics (empresa que popularizou os videokês no mercado brasileiro), está lançando em esfera mundial uma linha de aparelhos telefônicos de tecnologia inédita, que possibilita ao usuário escutar seu interlocutor sem o uso de fones ou de equipamentos de viva voz. O desenvolvimento transpôs para o setor de telefonia a tecnologia de condução óssea, que foi adotada pela área médica para viabilizar a comunicação de deficientes auditivos.

A nova linha de aparelhos telefônicos é fabricada em Ilsan, Coréia do Sul, pela ToneAlive Co. Ltd. Foram investidos cerca de US$ 800 mil pela TH Trading na conclusão do desenvolvimento e na aquisição de exclusividade de vendas em caráter mundial para os novos aparelhos telefônicos. O Brasil é o primeiro país a receber a linha de produtos, que deve chegar ao mercado norte-americano no início de 2004. Conforme avalia Maria Lee, diretora da TH Trading, os segmentos de telemarketing e call centers representam, isoladamente, o principal mercado para os novos equipamentos. No Brasil, o setor de telemarketing e call centers conta com cerca de 465 mil operadores, que se revezam em aproximadamente 180 mil posições de atendimento. Agentes de turismo, operadores do mercado financeiro, telefonistas e outras pessoas que façam uso contínuo de telefone são, também, clientes potenciais e totaliza um mercado pulverizado superior a 500 mil unidades.

A nova linha de equipamentos é composta pelas versões TH-202 e TH-101, esta última direcionada a centrais telefônicas. Cada aparelho é formado por um discador ligado à linha telefônica e por um dispositivo em formato de tiara chamado de transdutor. No transdutor está o coração da tecnologia. É ele quem transforma os sinais elétricos da linha telefônica em vibrações, que são transferidas por contato e pressão à pele e ao maxilar ou ao osso craniano e sensibilizam o sistema auditivo. Isso permite que o usuário escute. A fala do usuário é transmitida por um microfone acoplado ao transdutor.

Os novos equipamentos oferecem qualidade sonora igual ou superior à encontrada em produtos concorrentes e sua principal vantagem é o conforto para o usuário, uma vez que a tecnologia dispensa o uso dos tradicionais fones de ouvido. Além de provocar abafamento e calor na orelha, o uso prolongado de fones de ouvido pode causar perda de audição. Devido a questões de insalubridade, a jornada dos operadores de telemarketing está restrita a seis horas por dia, com pausa após três horas de trabalho.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Telemarketing, Rádio Chamada do Estado de São Paulo (Sintratel), a perda de audição é uma queixa recorrente nos processos de homologação de funcionários da categoria.”A transposição da tecnologia de audição por condução óssea para os aparelhos telefônicos traz vantagens importantes em ternos de saúde ocupacional, beneficiando tanto o empregador quanto o usuário de telefones”, assinala Maria Lee. “É o fim dos problemas de perda de audição por uso continuado de fones de ouvido.”