Um modelo para a América Latina

0
3



Biometria de voz foi a tônica do Contact Day 2012, realizado em Santiago, no Chile, semana passada pela Sixbell, que teve apoio de seus principais parceiros de tecnologia como Interactive Inteligence, Verint, Avaya, Genesys, Nuance e Solem. Na abertura do evento, Pablo Pumarino, presidente da empresa, falando para 250 executivos, no hotel Hyatt, destacou o crescimento da companhia e posicionamento regional como fornecedor e integrador de soluções de gestão para operações de telecomunicações na América Latina, hoje também seu principal negócio no Brasil. O tom do evento, que teve quatro tracks paralelos focados em operações na nuvem, redes sociais, tecnologia de speech e speech analytics, foi a evolução – e oportunidades – da identificação de usuários através de sistemas baseados em biometria.

 

O mercado, porém, mais evoluído na implementação é o México, onde o sistema financeiro está apostando forte nesta novidade, com algumas implementações. Na apresentação de abertura do evento, Pablo Escalante, diretor do Grupo Equilíbrio, destacou que, apesar da evolução que o sistema propõe, outra grande atratividade é a redução de custos. “Se de um lado permite a introdução de um sistema muito mais eficiente, com um custo compatível, quando comparado a outros sistemas de segurança de acesso, ele permite reduzir vários outros sistemas adotados hoje pelo mercado, principalmente o financeiro, que implementa muitos outros sistemas paralelos para fazer check-ins”, destaca o executivo.

 

Em sua apresentação, Escalante indica como argumentos de adoção baixo custo de implementação, facilidade de uso comparado com sistema de identificação por íris (ele usa apenas a voz do cliente), não exige infra-estrutura especial e tem baixo custo de manutenção. No México, o sistema já está sendo utilizado por três dos dez maiores bancos, graças a sua regulamentação – que serve como sugestão de uso – e coloca o sistema financeiro do México, de acordo com o executivo, na vanguarda da tecnologia mundial.