Vox Solutions aposta na diversidade para crescer

0
10


A área de serviços no Brasil é uma das que mais sofre com as variações econômicas. Parte disso se deve à própria natureza do setor: ao contrário dos produtos considerados commodities, ou seja, aqueles que têm preços mais uniformes e são produzidos em larga escala, os prestadores de serviços dependem unicamente da demanda. Essa dependência acaba gerando muita instabilidade no setor e, para tentar minimizar esses efeitos, a Vox Solutions decidiu apostar na diversificação dos serviços prestados.

A empresa que nasceu voltada para recrutar, selecionar e treinar pessoas para centrais de atendimento, hoje presta serviços de assessoria estratégica, como implantação e reestruturação de callcenters, revisão de processos, formação de líderes, além de terceirização de pessoas de áreas de atendimento. A partir dessa filosofia multidisciplinar, a Vox conseguiu mais independência em relação ao mercado. Prova disso são os 16 anos que a empresa está em atividade. Outra conquista foi o crescimento obtido nos últimos dois anos. De 2004 para 2005, o faturamento da empresa aumentou 50%. A grande conquista viria , quando a Vox Solutions cresceu 30%, atingiu R$ 6,5 milhões de faturamento.

Com o crescimento da carteira de clientes, a empresa precisou otimizar os processos. Hoje, ela conta com 250 colaboradores externos. O staff interno cresceu pouco, cerca de 10%, o que demonstra um trabalho eficiente – que é manter o custo fixo com pessoal e aumentar a lucratividade. Para ajudar a garantir a qualidade dos serviços prestados, foram contratados um gerente de relacionamento com clientes e uma gerente que cuida da gestão estratégica dos colaboradores da empresa.

O sucesso obtido está totalmente ligado à metodologia das sócias Angela Sardelli e Celina Beatriz Gazeti. Profissionais da área de Recursos Humanos, as duas aplicaram o know-how em relacionamento na área de callcenters em todas as áreas ligadas ao atendimento, seja de clientes internos ou externos, dentro de uma empresa. O principal desafio encontrado pela Vox é mudar o conceito de que o relacionamento importante é aquele feito unicamente com os clientes externos. “Consideramos que a satisfação do cliente interno, que é o nosso quadro de funcionários, está diretamente ligada à satisfação do cliente externo, que é o nosso cliente final. Os gerentes assumem o papel de administrar os relacionamentos de forma a atender as necessidades dos dois lados, o que resulta em produtividade e eficiência”, explica Angela.

Para o próximo ano, as sócias pretendem manter o ritmo de 30% de crescimento. “É uma meta ambiciosa, porém possível”, comenta Angela. “É gratificante ver que nossa projeção de crescimento não só se realizou, mas foi muito maior do que o esperado. Conseguimos nos fixar em um setor que tem como maior desafio identificar, selecionar e reter pessoas” finaliza Celina.