Fazer a diferença, para a CSU Credit&Risk, é pouco

0
5

O ano de 2000 é o marco da CSU Credit&Risk, criada como unidade de negócio, para o Grupo CSU entrar no mercado de crédito e cobrança. Foi uma aposta na diversificação de seus negócios sem perder o foco. A unidade precursora do Grupo, a CSU CardSystem, é especializada na administração terceirizada de meios eletrônicos de pagamento que, por este perfil, já atuava na recuperação de crédito dentro do mercado de cartões, o que facilitou levar a nova unidade à liderança do mercado de cobrança. A CSU Credit&Risk nasceu com a expertise e solidez de um grande Grupo para suportar grandes investimentos e cenários econômicos desfavoráveis.
A CSU Credit&Risk, desde o início da década, destaca-se por ser a única a contar com o tripé que sustenta a sua alta performance formado por uma estrutura de recursos humanos especializados em recuperação de ativos, know how em diferentes setores da economia que permitem a melhor estratégia de cobrança e volume e tecnologia que garantem a produtividade da operação. “Esta singularidade faz da CSU Credit&Risk uma empresa e única no segmento cobrança e ciclo de credito”, justifica Marco Antonio Theodoro, diretor comercial. “A CSU Credit&Risk é a empresa full service de recuperação de ativos que conhece, entende, planeja, operacionaliza e entrega os resultados definidos com o cliente”.
É a expertise acumulada em 12 anos, aplicada no desenvolvimento de políticas de crédito e ações de recuperação de ativos para os clientes de vários segmentos. “O modelo de comportamento e a curva de recuperação são diferenciais num mercado onde o know how de cobrança e o desenvolvimento de estratégias específicas para cada segmento faz a diferença”, aposta Marco Antonio.
Outro diferencial reforçado pelo executivo é que, a CSU Credit&Risk, por ser uma empresa com ativos da ordem de R$ 55 milhões, não faz floating com os recursos de seus clientes. “Para cada operação é aberta uma conta corrente separada para o cliente para que não haja dupla-incidência de CPMF. A CSU não precisa utilizar os recebíveis do cliente como forma de fazer frente às obrigações de caixa da companhia. Somos um grupo sólido”, explica.
Recursos Humanos – O executivo costuma dizer que, na CSU Credit&Risk, não há operadores de telemarketing ou atendentes de call center. Através de um grande trabalho de recrutamento e seleção, são identificados os perfis com habilidade de negociação, conhecimentos específicos financeiros, experiência no setor e habilidades para avaliação de risco de crédito. Uma vez contratadas, as pessoas recebem treinamento antes de ingressarem na fase da operação. “Quando iniciados na ação de recuperação, já estão devidamente preparados para lidar com o público. Eles são transformados em verdadeiros agentes de recuperação de crédito”, comenta Silvia Parreira, Gerente de Negócios de Cobrança da CSU Credit & Risk.
Infra-estrutura – A proposta da CSU Credit&Risk é realizar um trabalho único no segmento de cobrança. Por isso, aposta nos seus grandes diferenciais que garantem uma alta recuperação e uma performance diferenciada do mercado, com o objetivo de recuperar o maior ativo das companhias: o cliente. Ela aposta como diferencial na infra-estrutura gráfica, baseada em Belo Horizonte. “É a única empresa que possui em sua infraestrutura residente um parque gráfico com capacidade de imprimir até 9 milhões de boletos ou cartas de cobrança por mês”, explica Marco Antonio. A distribuição deste material é garantida graças a outro diferencial para as postagens das correspondências: a CSU Credt&Risk tem uma ACF dentro de suas instalações, permitindo não apenas tarifas diferenciadas como agilidade e segurança ao processo.
A capilaridade da operação é garantida em função de uma parceria com a Caixa Econômica Federal. Através dela, as agências da CEF bem como as casas lotéricas de todo o país, garantem a presença de uma rede de captura CSU Credit&Risk em todo o território nacional, facilitando o recebimento de ativos e garantindo a maior recuperação.
Na área de telecom, em função do grande volume da CSU Credit&Risk, o Grupo CSU firmou uma parceria com as empresas de telecomunicações que viabilizam tarifas mínimas para os clientes. “Por ser um dos maiores custos dentro de uma operação de
cobrança, as tarifas especiais (tanto para tráfego ativo, receptivo ou de dados) tornam-se outro grande diferencial CSU Credit&Risk”, esclarece Paula Villalba, Gerente de Negócios de Cobrança da Credit&Risk.
A distribuição geográfica da empresa é garantida por nove plataformas operacionais interligadas por frame relay e com links de acesso em todo o Brasil, presença nas principais capitais nacionais, com sites autônomos preparados com infra-estrutura de primeira linha (geradores e nobreaks com abastecimento independentes) e acompanhamento 24 horas das áreas de suporte em todos os nove centros de processamento.
Expertise técnica – Além de toda a plataforma de produção – como discador preditivo e posições de trabalho com ambiente dedicado ao negócio cobrança -, a CSU Credit&Risk conta com soluções próprias e sistemas específicos de gestão de estratégica, behavior e acompanhamento de todo o ciclo de crédito do cliente. O executivo especifica que essa base estratégica está apoiada em uma série de soluções.
Processos de gestão e implantação – A filosofia operacional da empresa, para a gestão de novos clientes, segue o conceito de que, após o fechamento de uma nova parceria, a empresa faz uma avaliação da carteira e a definição da estratégia mais adequada e rentável à operação. “Uma equipe especializada e dedicada de gestão é responsável pela implantação e também pelo acompanhamento do projeto”, especifica o executivo. Ele especifica que a metodologia de projetos utilizada é o PMI com análise de ponto de função nos projetos, onde desenvolve novos modelos de processamento e customização de sistemas. “O cliente acompanha passo a passo a implantação do projeto e através de um modelo de cash flow, os resultados operacionais quando o projeto está em produção, seja local ou remotamente”.
“Para implantar as campanhas especiais de cobranças e os altos volumes de análise de crédito, a CSU Credit&Risk faz a diferença na hora de contratar, crescer a operação e na hora de conferir elasticidade ao projeto de seus clientes”, afirma o executivo. “E, aposta, porque a empresa conta com uma área de recrutamento e seleção coordenada pelos melhores profissionais do mercado, áreas de treinamento e desenvolvimento dedicadas, acompanhamento constante dos indicadores e a monitoria de todas a ações
em tempo real.”
Para quem fazemos – Hoje, a CSU Credit&Risk tem em sua carteira os maiores grupos do mercado, entre empresas nacionais e internacionais líderes em seus ramos de atuação em praticamente todos os segmentos – financeiro, varejista, telecomunicações, cartão de crédito, private label e indústria. O executivo defende que a CSU Credit&Risk, em função da maturidade, diferenciais e diversificação de seu portfólio, está preparada para atender todas as empresas de grande porte que desejam “alta performance e a segurança de um ótimo retorno”.
No mercado de cobrança, ainda há uma cultura de divisão de carteira de clientes que vem da década passada. Com todo o seu know how e expertise, a CSU Credit&Risk está mudando este hábito dentro de seus clientes. “Ao trabalhar a carteira como um todo, segmentada em suas diferentes fases, a CSU Credit&Risk consegue uma maior recuperação nas primeiras semanas pós-débito, o que evita uma grande perda de valores e garante a redução da régua de cobrança com a antecipação de receita e aumento na taxa de recuperação”, pondera Paula Villalba Gerente de negócios de cobrança.