A estética alimenta a alma

0
1


Armando Correa de Siqueira Neto

A beleza é prezada há tempos pelos gregos, que a consideravam em excesso. Eles escreveram a seu respeito, assim como o fizeram sobre outros temas. A diversidade de formas e cores existentes no planeta oferece rica possibilidade estética para gostos diversificados.

Ao considerarmos a beleza nas atividades cotidianas, contaremos com forte poder de atração e conquista, observando as demandas de mercado e o desejo do consumidor. Um exemplo claro desta afirmação é o merchandising de produtos nas vitrines ou nas prateleiras de lojas e supermercados. Tudo especialmente arrumado de maneira a enlaçar o seu expectador, levando-o a comprar. Beleza, desejo e consumo. Ficamos hipnotizados mediante a estética comercial.

É a partir deste fenômeno das percepções que podemos entender algumas razões que levam o ser humano a valorizar tanto a estética. Alguns números percebidos numa enquete na www.buffetvianna.com.br, cuja pergunta foi “O que é mais importante numa festa para você?”, revelaram que 32% das respostas indicaram a comida. A bebida recebeu 10% dos votos. A música obteve a parcela de 22% das escolhas. A decoração floral ficou com 10%, e a decoração do ambiente arrebatou 26% das intenções.

A comida foi a mais votada e, se somada a bebida, amplia-se a percentagem para 42%. Mais de um terço das pessoas indicaram a sua preferência sobre alimentos e bebidas. Todavia, se unirmos os números das decorações, resultará que 36% dos votos se destinaram a estética visual. E se considerarmos a beleza auditiva da música, a estética roubará a cena totalizando 58% das escolhas, ultrapassando o reinado dos sabores.

Gostamos de comer e beber, indo a razões de sobrevivência até ao prazer, captado pelo paladar. No entanto, amamos a beleza e a sensação que ela nos causa. A estética alimenta a alma. A noção numérica oferecida pela enquete confirma a expressiva preferência e apego ao belo. É verdade que comemos com os olhos. Confirma-se a expressão e abrem-se cuidados a se relevar.

Alimentos e bebidas são importantes e merecem atenção. Porém, quem descuidar da decoração não levará em conta a alimentação da alma. A satisfação, parece-nos, é resultado do conjunto e não apenas da parte. Os empreendedores de eventos são os especialistas que intermediam o desejo de quem promove uma festa e quem dela participa como convidado. O sucesso neste setor está intimamente relacionado à estética. Beleza se põe à mesa.

Armando Correa de Siqueira Neto é psicólogo e diretor da Self Consultoria em Gestão de Pessoas. ([email protected])