A febre do Facebook!

0
3
O Facebook, com 68,77% de participação de visitas, manteve a liderança entre as redes sociais mais visitadas em julho no Brasil, de acordo com dados da Hitwise, ferramenta de inteligência em marketing digital da Serasa Experian. Em comparação com julho de 2012, houve alta de 13,78 pontos percentuais. O Facebook é o primeiro colocado do ranking desde janeiro de 2012.
Em julho de 2013, o YouTube apareceu em segundo lugar na preferência do usuário de Internet, com 17,99% de participação de visitas, alta de 0,07 ponto percentual no ano contra ano. O Ask.fm, com 1,96% de participação de visitas, ficou em terceiro lugar, seguido de Twitter (1,83%) e do Orkut (1,54%).
Em sexto lugar no ranking de maio de 2013 ficou o Yahoo! Respostas Brasil (1,37%), seguido de Badoo (1,05%), Bate-papo UOL (0,80%), Google + (0,66%) e Instagram (0,50%). 
O tempo médio de visitas ao Facebook foi de 28 minutos e 17 segundos em julho de 2013, enquanto no YouTube, os usuários gastaram 22 minutos e 59 segundos na navegação em média. O Ask.fm teve tempo médio de visitas de 20 minutos e 26 segundos em julho.
Dentre a população adulta do Brasil, as pessoas que mais acessaram redes sociais no período de 12 semanas terminado em 27 de julho de 2013 têm entre 25 e 34 anos (27,30%), seguidas do grupo de 18 a 24 anos (23,30%), 35 a 44 (20,23%), mais de 55 (15,05%) e entre 45 e 54 anos (14,12%).
A região do Brasil que contou com a maior participação de visitas às redes sociais no período de 12 semanas terminado em 27 de julho foi o Sudeste, com 57,26%. Em segundo lugar, aparece a região Sul (18,55%), seguida de Nordeste (12,50%), Centro-Oeste (8,12%) e Norte (3,57%).
Já os estados do país com a maior participação de visitas às redes sociais no mesmo período foram São Paulo (34,35%), Rio de Janeiro (12,75%), Minas Gerais (10,12%), Paraná (7,49%) e Rio Grande do Sul (7,17%). 
Na sequência, aparecem Santa Catarina (5,21%), Bahia (3,65%), Goiás (2,44%), Espírito Santo (2,14%), Distrito Federal (2,12%), Pernambuco (2,01%), Ceará (1,71%), Mato grosso (1,27%), Mato Grosso do Sul (0,99%), Pará (0,96%), Paraíba (0,86%), Rio Grande do Norte (0,79%), Maranhão (0,67%), Amazonas (0,67%), Sergipe (0,62%), Alagoas (0,52%), Rondônia (0,46%), Piauí (0,40%), Tocantins (0,26%), Acre (0,18%), Roraima (0,11%) e Amapá (0,08%).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorA relação está mais flexível
Próximo artigo2º Encontro de Feras