A realidade da Black Friday

0
2
Autor: Sandoval Martins
Depois de seis edições, não tenho receio em afirmar: a Black Friday já se tornou uma das maiores datas do digital commerce brasileiro. Para termos ideia, de 2013 para 2015 houve um aumento de mais de 100% em faturamento, batendo a marca de R$ 1,6 bilhões movimentados pelas lojas virtuais brasileiras em apenas 24 horas. Sem contar que, em todos os anos, desde 2010, os clientes esperam descontos agressivos em lojas seguras, praticidade na compra e agilidade na entrega. E, para atender a essas expectativas, as lojas precisam investir fortemente em logística, infraestrutura, estoque, segurança, mão de obra e, claro, garantir descontos reais.
Mas, antes de tudo, o consumidor precisa entender que a Black Friday é uma grande data para o e-commerce brasileiro e seu sucesso depende exatamente desse equilíbrio entre volume e qualidade. Não adianta vender muito, mas pecando na qualidade dessa venda. Isso espantará o consumidor. Até porque, por mais que o País ainda apresente um cenário de crise, o e-commerce tende a se manter mais estável – e até expressa crescimento – do que o varejo tradicional. Uma oportunidade – e tanto – para as lojas durante o evento.
Por exemplo, em 2015, o mercado brasileiro já enfrentava dificuldades, mas isso não impediu que a Black Friday atingisse seus maiores números já registrados no país. Dados da Ebit, empresa da Buscapé Company, que é referência no fornecimento de informações sobre o varejo eletrônico nacional, mostram que a estimativa é de R$2,1 bilhões de faturamento, um crescimento de aproximadamente 30%. 
Por isso é importante oferecer uma boa experiência de compra, desde o momento da busca ao atendimento pós-venda. Com o apelo da data, a concorrência entre lojas cresce muito e oferecer ao usuário uma plataforma amigável, prática e confiável agrega muito valor. Além disso, um SAC capacitado e solícito deve estar de prontidão para atender as demandas dos consumidores, que crescem muito no período. Aliás, esse chegará ávido na data. E muitos realizarão sua primeira compra online na Black Friday. Ou seja, é preciso então estar com tudo perfeito. 
Descontos reais e atrativos, usabilidade amigável, plataforma estável, garantia de segurança e certificação de que o produto chegará, se possível, antes do prazo são pontos essenciais para o sucesso. Assim, cative o consumidor e garante-se que ele volte sempre. É valido também trabalhar a fidelização com cupons, promoções e descontos para aqueles consumidores que já realizaram uma compra. Dessa maneira, estabelece-se um relacionamento saudável para todos.
No caso da Buscapé, estamos nos preparando desde o primeiro semestre para a data. Além de reunir os maiores descontos nas melhores lojas, este ano vamos fazer a transmissão ao vivo da Black Friday do Buscapé, conduzida pelo nosso garoto-propaganda, o apresentador e humorista Oscar Filho. Vamos fazer isso para mostrar que a Black Friday é real, que tem muita gente trabalhando para fazê-la acontecer. Essa transmissão mostrará nossa operação em tempo real e quem acompanhar saberá em primeira mão sobre os melhores descontos da data. Isso é algo inédito no Brasil.
Sandoval Martins é CEO do Buscapé Company.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJá faz parte do calendário
Próximo artigoExpectativa alta com crise?