A tática é organização

0
6
Levantar as necessidades e características de um time, seus pontos fortes e fracos, quem é melhor em cada função e como se comportar em momentos de crise são passos essenciais para formar uma seleção vencedora. Não apenas no futebol, a organização é uma tática essencial também para as empresas, que devem se preocupar com o fato de estarem preparadas para todas as situações, mantendo a qualidade dos produtos e serviços. Porém, até pouco tempo, o planejamento estratégico ainda era algo pouco explorado pelos negócios, segundo Ricardo Barbosa, diretor executivo da Innovia Training & Consulting. “Um dos pontos positivos da vitória da Alemanha nessa Copa foi mostrar a importância do planejamento para as empresas. Há pouco tempo, ainda era possível encontrar receio em relação à sua realização, mas isso passou por uma grande modificação nos últimos anos, com o crescimento do conhecimento das pessoas sobre o assunto e do desenvolvimento de trabalhos aprofundados sobre o tema”, afirma.
Uma empresa organizada é uma empresa segura. Uma das razões desse conforto é porque faz parte do preparo dividir as funções e saber a função de cada um. O que permite controle se caso em haver algum desfalque em alguma situação.  Na própria Copa do Mundo, enquanto a seleção da Alemanha sabia quem poderia substituir o outro, quem era responsável por cada função, a seleção brasileira não soube administrar a mesma situação. Quando o time se encontrou sem Thiago Silva e Neymar, não haveria jogadores que poderiam substituí-los e o time ficou desestabilizado. “Com organização será muito mais fácil atender as demandas de trabalho e direcionar a demanda. Em relação ao mercado e ao cliente, a empresa se mostrará mais assertiva”, aponta Barbosa. “Por outro lado, quando falta ou se tem problemas com uma peça primordial, tem-se o caos na organização”.
Junto ao fato de permitir maior confiança no negócio, a organização ainda possibilita que seja criado um relacionamento de qualidade com o cliente e este se sente correspondido com o que procura. “Toda organização necessita de um cuidado especial no atendimento ao público. Dentre os principais erros que observamos está a má vontade no atender, confusão em relação aos pedidos, erros nos valores e falta de informações sobre os produtos, todos esses detalhes podem, em maior ou menor grau, prejudicar a empresa”. Para que tais problemas não ocorram, o executivo levantou alguns pontos fundamentais que devem ser considerados, como o cuidado tanto com a comunicação verbal quanto a escrita, saber sobre os produtos e serviços que são vendidos, sempre lembrar que a prática leva à perfeição e, se caso for feita uma reunião com o cliente, que esta seja feita de maneira otimizada e coordenada.
Mas, antes de tudo, é preciso saber escolher aquele que comandará o time da empresa. Segundo Barbosa, é um erro frequente no mercado a má escolha de líderes. “É costume achar que carisma e determinação são as únicas características para esse cargo e o que se consegue com isso um gerenciamento satisfatório, mas que não é o ideal. Assim, a gestão de equipe de alta performance necessita ser diferenciada”. Tal diferenciação, além de permitir que a tática seja cumprida da melhor forma, também será benéfico na gestão de clientes. Mesmo que surjam falhas, este também sentirá confiança na empresa. “Este tem sido um grande diferencial de grandes gestores que superam as expectativas da tríade cliente, colaborador e empresário”.