As 500 marcas mais poderosas do país

0
5


A segunda edição do livro Superbrands Brasil, com lançamento em 12 de dezembro em São Paulo, apresenta a lista das 500 Marcas Mais Fortes no País. Denominada 500 Index Superbrands/Brand Finance, a listagem resulta de pesquisa elaborada pela Brand Finance, empresa de avaliação e gestão de marcas, junto a cinco mil pessoas. As 10 melhores colocadas no ranking são Globo (85,5), Coca-Cola (82), McDonald´s (81,8), Nike (81,6), Nestlé (81,4), Omo (81,1), Ninho (80,5), Sony (79,6), BMW (79,6) e Skol (77,3). O evento acontece no Terraço do Hotel Transamérica, em São Paulo, com a presença do CEO e sócio da Superbrands mundial, Carl Meyer.

O Superbrands é uma operação internacional presente em 55 países e com 10 anos de atuação no mercado global. Tem como finalidade promover e difundir as supermarcas nos mercados onde atua. Em sua segunda edição no País, o livro destaca em suas páginas, além das 500 marcas mais fortes, o caso de sucesso de 50 empresas. “Ao aderir ao projeto essas empresas recebem certificado autorizando a utilização do selo Superbrands em toda sua comunicação durante o ano de 2007”, comenta Pyr Marcondes, sócio-diretor da empresa no Brasil ao lado de Gilson Nunes, sócio-CEO Superbrands.

Para chegar ao Índice de Força da Marca são analisados 11 atributos, com pesos diferenciados para cada um. A média ponderada resulta de itens como reconhecimento espontâneo (peso 5%), reconhecimento estimulado (5%), qualidade do produto (10%), preço (10%), confiança e reputação (10%), solidez da empresa (5%), ética e transparência (10%), percepção geral da marca (10%), responsabilidade social (5%), satisfação geral (10%) e recomendação (5%).

“O fato de uma marca ter lembrança fabulosa na mente do consumidor não faz, necessariamente, com que ele adquira o produto dessa empresa. Daí a importância em não fixar a pesquisa apenas no recall/top of mind da marca, mas em uma percepção muito mais ampla por parte do consumidor, tal como aquela que advém de sua experiência com a marca (comunicação e marketing), com o produto ou serviço, com o canal de distribuição/venda, com as ações e comportamento empresarial (cultura), formação de preço, entre outros itens”, afirma Gilson, também CEO da Brand Finance no Cone Sul.

De uma amostra de 1,2 mil grandes marcas presentes no Brasil, nacionais e estrangeiras, foram selecionadas 500 delas para a pesquisa. Essa seleção ficou a cargo de um conselho independente da Superbrands (com peso de 50% na avaliação geral), por 250 gerentes e diretores de marketing (peso 10%) e por 4.552 consumidores entre 18 e 65 anos (peso 40%). O conselho é formado por Orlando Lopes (ex-presidente da ABA), Dalton Pastore (presidente da Abap), Ângelo Franzão (presidente do Grupo de Mídia de São Paulo), Petrônio Corrêa (presidente do CENP), Nelson Blecher (ex-editor executivo da revista Exame), Francisco Gracioso (presidente da ESPM), André Porto Alegre (presidente da APP), Julio Casares (presidente da ABMN) e Alan Liberman (presidente da Ipsos – ASI Latin America).

Serviço
Data: 12 de dezembro
Horário: 20h
Local: Terraço Hotel Transamérica – Av. Nações Unidas 18.591 – São Paulo/SP