Atendimento é a palavra da vez

0
2


No varejo o atendimento é tudo. Que o diga os comerciantes da região do Brás. O comerciante Carlos Aziz, proprietário de uma loja de roupas masculinas na região, investiu nos últimos dois anos mais de R$ 40 mil só em treinamento para o pessoal de frente. “A excelência no atendimento traz diversos benefícios à empresa. Todos os nossos consultores e alfaiates são treinados dentro das confecções que representamos. Lá, eles são capacitados para ter conhecimento completo sobre os produtos que vendem: tipo de tecido, corte e tendências”.

Além desse treinamento, afirma Aziz, todos os colaboradores da loja passam por um programa de Reciclagem de Atendimento com uma empresa especializada, onde são abordadas situações do cotidiano da loja. A loja, também, mantém um banco de dados atualizado com as preferências dos clientes (medidas, cores, estilo, tecidos, etc). Um outro serviço mantido pela loja é o delivery de roupas, Com os dados sobre as preferências, o consultor vai até o escritório ou residência do cliente com aproximadamente 20 peças (entre camisas, ternos, costumes e gravatas). “Tudo isso, para nós, faz parte do atendimento”, finaliza Aziz.

Para muitos profissionais do Marketing, o atendimento vem se tornando cada vez mais importante. “É por meio de um bom atendimento que você fideliza o cliente”, explica Beto Marques, da Pós-Propaganda.

E é atrás dessa fidelização que segue outro comerciante do bairro. A Brascol, loja especializada no atacado de moda infanto-juvenil, também investe em treinamento para os vendedores. Segundo o gerente de Marketing da empresa, Oswaldo Scabim, a loja contratou uma empresa especializada em capacitação profissional, cujo treinamento é feito com programas específicos para o atendimento. O investimento, no ano passado foi de R$ 150 mil reais. Para este ano, a verba deve superar os R$ 200 mil. “O sucesso da empresa hoje, está apoiado no Treinar. Acreditamos que um funcionário é comprometido com a empresa a partir de sua valorização profissional. Funcionários participativos, criativos e motivados fazem a empresa vencer os desafios do mundo moderno”, explica Scabim.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorApoio comercial
Próximo artigoPão de Açúcar vai parar nos celulares