Atrás das vantagens do mobile

0
5
São inegáveis os benefícios que os dispositivos mobile trouxeram para a sociedade. Ainda que estejamos passando por uma fase de transição e adaptação, já é possível perceber o quanto a rotina foi modificada: mais ágil, prática em determinadas atividades, podendo ter acesso rápido à informações e podendo comprar de qualquer lugar a qualquer momento, entre outras vantagens. Dessa maneira, as empresas também têm tido maior interesse em seguir por esse rumo, não só para acompanharem a tendência, mas como maneira de fidelização e aproximação ao atender um desejo de seus clientes. Por essa razão, o conceito online to offline, ou O2O, cresce no mercado atualmente. Percebendo, justamente, o quanto esse ambiente é favorável e o quanto ele tende a crescer, a Movile aumentou seu aporte voltado a projetos do tipo, pois, segundo o CFO, Arthur O´Keefe, por mais que o mundo esteja mais conectado, o consumo ainda se dá muitas vezes pelo offline. “As empresas que apostarem no segmento de O2O certamente encontrarão uma série de benefícios”, diz ele, que em entrevista exclusiva à ClienteSA falou mais sobre a importância da estratégia e o interesse de sua empresa nela. 
ClienteSA: Analisando o mercado hoje, qual a importância de se investir em uma estratégia online to offline?
O´Keefe: O mundo está ficando cada vez mais digital e, com isso, o número de pessoas com acesso à smartphones e tablets e, consequentemente, à internet cresce consideravelmente. Entretanto, maior parte do consumo ainda está no chamado mundo offline e é por isso que a Movile considera estratégico o investimento no setor de O2O, que conecta esses dois mundos – seja por meio de uma refeição que você pediu e recebeu em casa, de um ingresso que comprou online, mas foi assistir à peça no teatro, seja de uma solicitação de táxi.
 
Quais são os benefícios de seguir por esse caminho?
As empresas que apostarem no segmento de O2O certamente encontrarão uma série de benefícios. Primeiro, elas estarão acompanhando a tendência dos seus consumidores de estarem cada vez mais online. Dessa maneira, o alcance da companhia em relação à sua visibilidade perante seus consumidores se torna consideravelmente maior. Além disso, a interação com seus clientes passa a ser mais ágil e ampla, facilitando a comunicação e a obtenção de respostas, o que gera mais rapidez na melhoria de produtos e serviços. Também podemos citar o fato de que, em alguns casos, os aplicativos móveis apresentam experiência mais satisfatória do que a navegação na web, o que também ajuda o usuário a se transformar em cliente.
 
Como uma empresa pode ter um serviço online to offline?
Acredito que, antes de tudo, ela precise oferecer um serviço ou produto relevante. E então pensar em um site ou aplicativo que consiga conectar suas atividades virtuais ao mundo real. Ela precisa oferecer algo atraente e que realmente facilite a vida das pessoas de alguma forma. Essa é justamente a proposta da Movile. Temos, por exemplo, o iFood, plataforma de delivery de comida, e o Rapiddo, que permite que clientes agendem e roteirizem os serviços que buscam. Ao unirmos a experiência do Rapiddo à do iFood, os processos ficam mais ágeis e, os clientes, mais contentes.
Ações O2O podem ser utilizadas como uma ferramenta de fidelização?
Sim, podem. Mas o que mais importa é a comunicação com o cliente, que deve ser feita de maneira fácil e prática. A interface mobile é, naturalmente, mais simples e clara quando comparada a outros dispositivos. Por isso, demanda que o provedor de serviços se comunique da maneira mais clara possível com seus clientes.
Há certos cuidados ao investir nesta estratégia?
Criar processos que sejam ao mesmo tempo simples, eficazes e elegantes é algo complexo e exige, além de anos de experiência, muitos investimentos. É por isso que oferecemos nosso conhecimento a diversas empresas.
O que motivou a Movile em aumentar o investimento para ações do tipo? 
A Movile tem como um de seus principais objetivos continuar encantando e deixando o dia a dia de seus clientes mais fácil. E percebemos que levar nossa reputação e nosso conhecimento para o mercado de O2O seria uma ótima maneira de conquistarmos isso.