O canal para quem respira cliente.

São Paulo, Brasil - 28 de janeiro de 2022, 13:30

Atualização da infra-estrutura

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

A IDC Brasil entrevistou 100 órgãos do governo, entre novembro e dezembro do ano passado, a fim de investigar as tendências de investimentos em TI desse setor para 2005. De acordo com o estudo, 19% dos entrevistados pertencentes ao governo estadual indicaram a área de recursos humanos como prioritária para receber os investimentos em tecnologia esse ano, principalmente na questão da folha de pagamento de pessoal. O objetivo é criar novas rubricas, ter dados confiáveis e atualizados dos profissionais do governo estadual. Também serão unificados os bancos de dados e haverá uma modernização do sistema operacional com a utilização de linguagem Web.
“Assim, os funcionários poderão acessar seus dados no sistema do estado, programar férias, etc. Hoje, um dos maiores problemas dos governos estaduais é o pagamento irregular ou indevido de funcionários e de aposentados”, esclarece Ivair Rodrigues, gerente de pesquisas de TI e telecomunicações da consultoria.
Já no governo federal a situação é diferente, com 20% dos entrevistados apontando a área de operações como a que receberá mais investimentos para, principalmente, otimizar a arrecadação de impostos. O atendimento ao cidadão ficou em segundo lugar das prioridades, obedecendo às diretrizes do alto escalão do atual governo.
O segmento ainda está desenvolvendo sua governança de TI, com a maioria em processo de criar indicadores e refinar algoritmos para medir o desempenho das soluções implementadas. “Durante muito tempo, TI foi uma área nebulosa, vista com certa desconfiança por outras áreas dentro do governo. Atualmente, os atuais gestores estão cobrando mais transparência e uma melhor avaliação nos novos projetos dessa área”, afirma Rodrigues. São poucos os órgãos que já implantaram a governança de TI e, dos que já estão utilizando o procedimento, os resultados obtidos são perceptíveis. Vale ressaltar que os entrevistados afirmaram que a área de TI não está sendo utilizada para combater processos internos irregulares, como corrupção, práticas ilegais, etc.
Na conclusão da IDC Brasil, a atualização da infra-estrutura abrirá boas oportunidades para os fornecedores de tecnologia em 2005, uma vez que boa parte da base instalada do segmento será atualizada em um curto prazo. O governo conta com uma base instalada obsoleta, o que gera enormes gastos com manutenção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima