Azaléia cria fundo de solidariedade

0
1


A Calçados Azaléia, com faturamento de R$ 1 bilhão em 2005, mobilizou colaboradores, fornecedores e clientes, por meio do Instituto Nestor de Paula (INP), em prol do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente de Parobé, criado para captar recursos destinados ao atendimento de políticas, programas e ações voltadas para a proteção de crianças e adolescentes. Em apenas dois dias, foram arrecadados R$ 246,9 mil, com a participação de pessoas físicas e jurídicas, que repassaram parte do valor do Imposto de Renda devido ao Fundo. Desse montante, R$ 81,9 mil foram doados pelos colaboradores da Azaléia.

Para conseguir mais adesões, a empresa criou o Fundo Azaléia da Solidariedade (FAS), que antecipou a doação de funcionários que não possuíam recursos para repasse imediato ao Fundo – a destinação deve ser feita no ano-base da declaração do Imposto de Renda. Com isso, cerca de R$ 55,9 mil foi repassado ao Fundo. O colaborador que utilizou o empréstimo para antecipar a sua doação só devolverá os recursos a partir de junho, no início das restituições do Imposto de Renda, em parcelas sem juros e correções.

“Com a crise, que afetou todo o setor, precisamos ser criativos para não extinguir uma tradição da Azaléia: investir em ações em benefício das comunidades, principalmente em projetos voltados para as crianças e adolescentes. Buscar parcerias é uma boa maneira de perpetuar essas ações e, mesmo em meio a adversidades, continuar sendo uma empresa socialmente responsável. Estimular nossos agentes a repassar parte do Imposto de Renda devido é uma maneira de continuarmos investindo em projetos sociais”, afirma o gerente de Responsabilidade Social da Azaléia e diretor do INP, Jair Kievel. Para 2006, a empresa espera mobilizar um número ainda maior de parceiros e alcançar a marca de R$ 500 mil em doações ao Fundo da Criança e do Adolescente.