Bandeirante ganha Top RH da ADVB

0
15


A inclusão digital de 239 funcionários levou a Bandeirante a receber o prêmio Top RH da ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil). Com o programa PIC (Ponto de Informação e Cidadania), a empresa ganha pelo segundo ano consecutivo o prêmio. A cerimônia de premiação acontece amanhã, dia 30/8, no Clube Atlético Monte Líbano, em São Paulo.

“Ser reconhecido pelo trabalho desenvolvido é importante para todos. Para a Bandeirante não é diferente. Coroa um ano de intenso trabalho, reconhece a participação de toda a equipe que esteve envolvida em projeto de significativa importância. No mundo de hoje onde a informação é fundamental para o desenvolvimento das pessoas, para a realização pessoal, para a realização profissional e para a realização como cidadão, a oportunidade de acesso ao mundo da informação é gratificante e realizadora”, Carlos Figueiredo, Gerente de Gestão de RH.

Os PICs são “ilhas digitais” que têm o objetivo de proporcionar o acesso à informática aos funcionários que não tem o microcomputador como instrumento de trabalho, por exemplo os eletricistas dos CMD (Centros de Manutenção da Distribuição), os técnicos e os eletricistas das linhas de subtransmissão das ETD´s (Estações de Transformação e Distribuição de Energia), da Telecomunicação e Automação, além dos atendentes dos PAC´s (Postos de Atendimento ao Cliente), que apesar de utilizarem o micro como ferramenta de atendimento, raramente têm oportunidade de acesso à informação, pesquisa ou serviços. Por meio do PIC o colaborador pode acessar a Intranet, Internet, enviar e receber e-mails, etc.

Durante o ano de 2004, dez PICs foram instalados em espaços especialmente projetados para receber os internautas com todo conforto e segurança. Os PICs contam com três microcomputadores, serviço de help desk e cartilha educativa com dicas de como utilizar o serviço. Com isso, a Bandeirante incluiu digitalmente 329 colaboradores, ou seja 28% do quadro de funcionários da empresa. “O PIC traz informação e resgata a cidadania abrindo acesso a serviços internos e públicos, facilitando o desenvolvimento humano, a retenção de conhecimento e a comunicação”, Cláudio Barbosa, consultor de Recursos Humanos da Bandeirante.