Brasil perto de 100 milhões de celulares

0
8


Faltaram 81.379 habilitações para o Brasil alcançar a marca dos 100 milhões de celulares ainda em 2006. Com a adição de 2.586.842 de acessos, dezembro registrou uma taxa de crescimento de 2,66% e o ano fechou com 99.918.621 terminais em operação, dos quais 80.555.682 (80,62%) são pré-pagos e 19.362.939 (19,38%), pós-pagos.

As 13.708.285 novas adesões em 2006 representam não só um crescimento de 15,90% nos últimos 12 meses, mas também 33,47% menos habilitações do que as registradas em 2005 (20.604.759 novos acessos), ano com o maior número de habilitações desde 1999. O ano também se encerrou com um pequeno aumento na cobertura do Serviço Móvel Pessoal (SMP). Dos 5564 municípios brasileiros, o serviço encontra-se disponível em 3.264 – eram 3.111 municípios ao final de 2005. Embora esteja disponível a 58,66% dos municípios, isso representa que o acesso à telefonia móvel está disponível para mais de 167 milhões de habitantes (89,42% da população).

A teledensidade do serviço móvel também continua em expansão. O indicador, que é utilizado internacionalmente para demonstrar o número de telefones ativos em cada grupo de 100 habitantes, cresceu 14,30% no ano, saltando de 46,58, em 2005, para 53,24 ao final de 2006. O Distrito Federal (DF) continua liderando o ranking do indicador, com índice de 111,81, o que representa 1,12 telefone celular em serviço para cada habitante. O Rio Grande do Sul detém a segunda colocação com o índice de 69,12 (0,69 telefone celular para cada habitante).

Mercado – A participação da líder Vivo no mercado continua em queda – agora tem 29,08% (detinha 29,48% em novembro e 34,54% em dezembro de 2005), seguida da TIM, com 25,45% (eram 25,40% em novembro e 23,42% em dezembro de 2005). De 2005 para 2006, a diferença entre as duas maiores caiu de 11,12 pontos percentuais para 3,63 pontos percentuais.

A Claro tem 23,90% do mercado (21,64% em 2005) e permanece em terceiro lugar. A Oi (Telemar) também teve um pequeno crescimento: de 11,99%, em 2005, para 13,09%, em dezembro de 2006, o que não aconteceu com a Telemig Celular/Amazônia Celular, que caiu de 5,30%, em 2005, para 4,65% em dezembro 2006. A 14BrasilTelecom GSM tem 3,38% do mercado (2,57% em 2005); a CTBC Telecom Celular detém 0,37% (0,45% em 2005); e a Sercomtel Celular, 0,08% do mercado (0,09% em 2005).

A Tecnologia GSM permanece em expansão e na liderança do mercado, com 63.544.574 acessos (eram 60.980.915 em novembro), ou 63,60% do total. A tecnologia CDMA tem 26.004.137 acessos em serviço (25.267.789 em novembro), ou 26,03% do total, e a TDMA, 10.308.448 acessos ou 10,32%. A tecnologia analógica AMPS possui apenas 61.462 acessos (0,06% do total).