Brasileiro tira a mão do bolso

0
3



O consumo dos brasileiros irá registrar a cifra de R$ 2,725 trilhões em 2012, apresentando crescimento superior a R$ 273 bilhões. É o que revela o IPC Maps 2012, indicador da potencialidade de  consumo nacional da a  IPC Marketing Editora. Em termos reais, os cálculos mostram que as despesas das famílias crescerão acima do PIB, equivalente a 3,6%, indicando um aumento populacional da ordem de 0,8%. O estudo foi feito com base em dados secundários atualizados, pesquisados em fontes oficiais de informação, utilizando metodologia própria da empresa.

 

Responsável pelo estudo e diretor da IPC Marketing Editora, Marcos Pazzini, explica que o IPC Maps 2012 permite detectar ainda onde gastarão o dinheiro. O sitens básicos lideram os gastos: manutenção do lar, que incorporam despesas com aluguéis, impostos e taxas, luz-água-gás (25,5%), alimentação (16,7%, sendo 10,5% no domicílio e 5,1% fora dele, e bebidas 1%), saúde, medicamentos, higiene pessoal e limpeza (8,7%),  transportes  (7,4%, sendo 5% veiculo próprio e transporte urbano 2,4%), materiais de construção (5,3%),  vestuário e calcados (4,8%), educação (2,5%)   seguidos de recreação e viagens (3,5%),  educação (2,4%),  eletrônicos-equipamentos (2,2%), móveis e artigos do lar (1,8%), e fumo  (0,4%).

 

Confira outros números da pesquisa:

 


Apesar de queda, região lidera ranking com participação de 50,4%

 


Migração social reforça poder de consumo do brasileiro da classe média

 


Pesquisa evidencia envelhecimento gradativo da população economicamente ativa