Cai inadimplência nos supermercados

0
10

O segmento de supermercados apresentou índice de cheques devolvidos de 2,13% em setembro, queda de 2,3% em comparação com agosto (2,18%). É o terceiro melhor indicador de inadimplência registrado este ano no segmento, segundo pesquisa mensal da Telecheque. Em relação a setembro de 2003, a queda chegou a 12%.

Para o vice-presidente da Telecheque, José Antônio Praxedes Neto, os motivos que levaram a essa queda acentuada foram o reaquecimento da economia do País e o índice de desemprego menor, fatores que se refletem rapidamente no segmento de supermercados por se tratar de produtos de primeira necessidade, que atingem todas as classes sociais. “Isso fica claro quando vemos que o risco de inadimplência vem caindo, mesmo com a ampliação dos prazos de pagamentos de 30 para 45 a 60 dias, o que normalmente aumentaria o índice de cheques devolvidos”, explica ele.

Os outros dois melhores indicadores de inadimplência do setor em 2004 foram registrados nos meses de julho e junho, quando os índices de cheques devolvidos foram de 1,88% e 2,01%, respectivamente.

Ainda de acordo com a pesquisa, o índice de cheques honrados no ramo, em setembro, foi de 97,39%, e o de cheques roubados, de 0,48%. Para medir a inadimplência, a Telecheque leva em conta os valores dos cheques emitidos e não a quantidade de folhas de cheques devolvidas.