O canal para quem respira cliente.

Canais tradicionais não vão desaparecer

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

“Os novos canais não irão suprir canais tradicionais”, afirma Fabio Estrella, vice-presidente de Serviços e Soluções para consumidores da MasterCard. Para ele, cada vez mais serão fundamentais as intervenções humanas no contato com o cliente. Em entrevista exclusiva, Estrela comenta as principais mudanças da década. 

ClienteSA – Quais as principais mudanças que enxerga do mercado nesses últimos 10 anos?
Fabio Estrella – Os canais mais tradicionais de relacionamento estão perdendo espaço? No nosso caso a resposta é: não. Pelo contrário, vemos que a interação humana com o cliente tem tido cada vez mais relevância, especialmente em situações de emergência. Dada a complexidade dos casos que tratamos, nossa estratégia é dar informação ao cliente através dos nossos sites na internet, porém focamos no atendimento telefônico por entendermos que os clientes, nesses casos, precisam e esperam que um ser humano esteja interagindo com ele.
Quem era a MasterCard há 10 anos e quem ela é hoje?
Vemos o tempo todo um aumento de complexidade da operação em todas as dimensões: novos emissores, novos países, novas línguas e novos produtos. Isso nos coloca em uma posição de desafio permanente para conseguir dar uma resposta à altura dessas mudanças no mercado. Nosso principal canal de atendimento hoje é o MasterCard Assistance Center, callcenter que atende não somente clientes brasileiros, mas de 270 países em 72 línguas diferentes, por meio de 80 números toll-free.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima