CET adota soluções de segurança da BRconnection

0
1

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) está comemorando os bons resultados do primeiro ano de utilização do BRmultiaccess, solução da BRconnection que permite à empresa avaliar e controlar o acesso à web, monitorando o acesso a sites, bloqueando endereços e controlando o envio e recebimento de e-mails pelos seus funcionários.

Para monitorar a navegação na Internet, controlar o correio eletrônico de seus funcionários e aplicar antivírus em toda as mensagens da rede, a CET investiu cerca de R$ 3.700,00. De acordo com Carvalho, a empresa teve o retorno deste investimento logo nos primeiros meses de utilização do software.

Em setembro de 2002, a CET conheceu os produtos da BRconnection através da Brasil Informática, parceira de negócios da fabricante. Após analisar alguns produtos do mercado, a empresa optou pelo BRmultiaccess e instalou o software em sua rede composta por mais de mil colaboradores. “A escolha levou em consideração a perfeita configuração do produto de acordo com nossas necessidades, a rapidez de instalação, a facilidade de utilização e, principalmente, o custo-benefício”, uma vez que o aplicativo roda sobre a plataforma de software livre, diz Carvalho.

Desde o início da utilização do BRmultiaccess, a CET conseguiu aumentar significativamente o nível de segurança da rede da empresa. Graças ao firewall da solução, o índice de invasões teve uma boa redução de ataques após sua implantação. “Estamos muito mais tranqüilos agora. Conseguimos reduzir o problema de invasões a que todos nós estamos sujeitos, dificultamos a entrada de vírus e, principalmente, passamos a regrar o uso da Internet por nossos funcionários”, afirma Carvalho.

As listas de sites proibidos e permitidos ainda está sendo concluída. Desde a instalação do software da BRconnection, a CET vem avaliando os relatórios emitidos pelo BRmultiaccess para incluir novos endereços na lista de não autorizados para navegação. Assim, sites muito acessados, que nada tinham a ver com o trabalho, foram bloqueados. Palavras-chaves também estão sendo utilizadas para impedir a navegação, como por exemplo, endereços relacionados às palavras sexo, MP3, entre outros. Também foi bloqueado o acesso à páginas que oferecem endereço de e-mail grátis, evitando a entrada de vírus por estas mensagens.

Agora, sem a perda na produtividade por utilização da web com assuntos não pertinentes a companhia, a rede tem possibilidade de ser melhor administrada e gerenciada “O desempenho da rede melhorou em torno de 20%. Com base neste número, podemos concluir que tivemos um ganho de produtividade com o uso da ferramenta”, comenta Francisco Carvalho, gerente de Informática da CET.