Classe C lidera gastos com o lar

0
1



Em 2010, as famílias brasileiras gastaram um total de R$ 560,7 bilhões com produtos e na contratação de serviços para a manutenção do lar. A classe C se destaca nesse cenário, sendo responsável por 43,3% do consumo nacional do ultimo ano, com gastos de R$ 242,9 bi. Os números constam de estudo realizado pelo instituto Data Popular.


O topo da pirâmide, apesar do maior poder aquisitivo, ficou atrás do mercado emergente. As classes A e B juntas gastaram R$ 217,4 bilhões, enquanto as classe C, D e E R$ 343,3 bi.


As classes média e baixas também ficaram à frente das classes A e B na evolução do consumo dos últimos 8 anos. Em um comparativo entre 2002 e 2010, a classe C teve gastos 11 vezes maiores do que em 2002, saltando de R$ 21,7 bilhões para R$ 242,9 bi. As classes D e E juntas consumiram quase 8 vezes mais e as classes A e B quase 5 vezes mais.


Em 2002 as classes altas eram responsáveis por 56,6% do consumo nacional de produtos e serviços para manutenção do lar, enquanto que a classe C representava apenas 26,9%. Em 2010 essa situação se inverteu, a classe média assumiu 43,3% do consumo e o topo da pirâmide 38,7%.