Comece 2007 com um plano de negócios

0
4


A dificuldade das empresas atualmente é continuar em atividade. Segundo dados do Sebrae, a cada dez empresas abertas, sete não conseguem sobreviver até o sexto ano. Para o empresário que não quer fazer parte desta estatística, a Aceb (Associação Comercial e Empresarial do Brasil) aconselha as empresas a organizar um bom planejamento para este ano. Assim é possível evitar futuros riscos, provenientes de fatores psicológicos, sociais e econômicos, e tornar os negócios uma fonte de renda bem sucedida.

O primeiro passo para iniciar o planejamento é a observação do ambiente em que a empresa está inserida: a comunidade, os concorrentes, o público alvo, os fornecedores e os funcionários. Para continuar, o empresário deve entender que o planejamento é um trabalho contínuo, um processo. Então, seguindo uma prioridade são traçados objetivos, estratégias, táticas, operacionalidades.

Por meio do planejamento estratégico, o empresário poderá conhecer melhor a empresa, apontar os pontos fortes e fracos dos negócios, analisar as oportunidades e ameaças externas e internas, verificar se houve evolução tecnológica, ampliar a visão de negócios ou mesmo firmá-la. Traçar planos mercadológicos, financeiros, de produção e de recursos humanos faz parte do chamado planejamento estratégico. “Com esta ferramenta, organiza-se o marketing da empresa, como por exemplo aparência, qualidade, promoções, custos, lucros, propagandas e o retorno de tudo isso”, afirma Tadeu Moraes, palestrante da Aceb. Isso é feito para que se tenha um controle das atividades, uma visualização das tarefas e para que alcance um melhor rendimento.

Os benefícios de montar um planejamento estratégico para os negócios são muitos. A empresa passa a ter um rumo, com soluções rápidas e fáceis para as dificuldades encontradas no caminho e o empresário direciona-se para um negócio que cresce saudável e gera bem estar empresarial. “Mas para chegar ao objetivo fim – lucros, independência profissional ou realização pessoal – não podemos esquecer que é preciso empreender”, finaliza o palestrante.

Como as empresas podem se desenvolver e alcançar crescimento:

– Focar as atividades nos clientes;
– Ter qualidade no atendimento;
– Treinar constantemente os funcionários;
– Fornecer produtos de qualidade;
– Estar sempre preparado e atento às mudanças do mercado;
– Ficar de olho na concorrência;
– Montar uma prospecção inteligente de novos clientes;
– Não perder contato com os clientes;
– Atenção ao capital corrente e ao fluxo de caixa;
– Vender, vender e vender!