Comércio varejista fecha 2012 em alta

0
1



O comércio varejista na Região Metropolitana de São Paulo encerrou 2012 com um crescimento no faturamento de 5,5% em relação ao ano passado, chegando a R$164,5 bilhões, segundo a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista, PCCV, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo, FecomercioSP. Dezembro apresentou um aumento das vendas reais de 3,6% ante o mesmo mês de 2011 e comercialização de R$ 17,2 bilhões.
 
No cômputo anual, os melhores desempenhos foram obtidos pelas Farmácias e Perfumarias (15,1%), Comércio Eletrônico (11,6%) e Lojas de Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos (8,3%), essa última apontando o impacto positivo das desonerações concedidas desde o início do ano. Dentre todas as nove atividades pesquisadas, apenas as Lojas de Departamentos apresentaram queda em suas vendas anuais, ficando 4,2% abaixo do acumulado em 2011.
 
Em dezembro de 2012, as Lojas de Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos e o Comércio Eletrônico foram os dois únicos segmentos que mostraram queda de vendas reais ante ao mesmo mês de 2011, de 16,2% e 13%, respectivamente. Por outro lado, Farmácias e Perfumarias (9,5%), Supermercados (9,3%) e Lojas de Móveis e Decorações (4,3%) foram os três segmentos que obtiveram as melhores taxas de crescimento em suas vendas, em relação a dezembro de 2011.
 
Para a FecomercioSP, as causas dos resultados positivos de 2012 são a combinação virtuosa de renda, emprego e crédito, ao lado de medidas de estímulo ao consumo por meio de desonerações de várias linhas de produtos, o que permitiu a manutenção dos altos patamares positivos de confiança do consumidor, o que deu sustentação as taxas positivas de consumo no ano.