Comprar por mobile cresce no Brasil

0
3
Fazer compras e pesquisar preços por dispositivos móveis já é realidade para 76% dos brasileiros, segundo pesquisa realizada pelo Zoom, em parceria com a Consumoteca, com cerca de 30 mil pessoas. Em relação ao comportamento mobile, o estudo mostra que apenas 24% desses consumidores nunca compraram ou pesquisaram preços utilizando um destes aparelhos. Em 2014, essa porcentagem era de quase 40%. 
Foi revelado ainda um aumento no número de pessoas que possuem aplicativos de comparadores de preço em seus smartphones (de 28% em 2014 para 35% dos entrevistados em 2016). Entre os respondentes que possuem aplicativo, o uso deste na loja física para comparação de preços continua tendo um papel muito relevante, já que 65% afirmam ter esse comportamento, tal como em 2014. Além disso, 86% consideram que o smartphone está sempre mais próximo do que o computador, reforçando a necessidade da incorporação de uma experiência mobile completa.
 
Já em relação ao fechamento da compra, 50% desses respondentes afirmaram que efetivam a compra no momento da pesquisa de preço, independentemente do dispositivo que estejam usando – número 61% superior ao aferido em 2014. Enquanto a efetivação da compra por meio dos devices cresceu, o comportamento de pesquisar primeiramente no smartphone e depois fechar a compra no computador está em queda, diminuindo de 45% em 2014 para 36% neste ano.  
“A mobilidade deixou de ser o ponto mais forte do smartphone ou tablet, pois esses aparelhos estão sempre mais próximos do consumidor. Por esse motivo, o aplicativo não tem que estar pautado apenas pela localização ou por outros atributos ligados fortemente à mobilidade. O que o usuário quer é ter a mesma experiência que o site oferece”, avalia Thiago Flores, diretor executivo do Zoom.