Comunicação aberta com os cidadãos

0
2



A cidade de São Paulo tem 11 milhões de habitantes e 55 vereadores, ou seja, um representante para cada 220 mil cidadãos. A pergunta é: como se comunicar com todo esse público, mostrando qual o papel da Câmara Municipal? “Tínhamos que profissionalizar a comunicação sobre o que a Câmara produzia: leis”, responde o 1ª vice-presidente do órgão, Dalton Silvano, que desde 2009 trabalhou no projeto de implementação de uma ouvidoria, case vencedor na categoria Serviço/Público do 9º Fórum As Grandes Sacadas de Marketing, realizado ontem (16), em São Paulo.

 

O executivo assume que apesar dos esforços em se comunicar com a população, o órgão não tinha conseguido atingir os objetivos. “É muito difícil vender o que a instituição produz”, diz. Depois de instalar uma ouvidoria, a empresa conseguiu “chamar a população para dentro da casa do povo”, com campanhas. “Hoje, a Câmara recebe 5,6 mil pessoas por dia. Isso é resultado de uma comunicação social fazendo efeito”, comemora. Outro número que também cresceu foi a média mensal de atendimentos telefônicos, passando de 5 mil, em 2010, para 20 mil em 2012.