O canal para quem respira cliente.

Comunicação direta

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



Se há alguns anos o gerente de segurança era o vigilante “durão e bom de briga”, hoje é um profissional que coordena múltiplas atividades, decide tecnicamente pela contratação da empresa de segurança e acompanha de perto todo o processo de implantação da equipe de vigilância na corporação. No entanto, mesmo com essa mudança de perfil, o trabalho dele quase nunca aparece. Só é visto quando algo de ruim acontece, como um roubo, uma invasão ou um equipamento que falhou. A Graber, empresa prestadora de serviços de segurança, encontrou em uma ferramenta de comunicação, a WebTV corporativa, desenvolvida em parceria com a Sintonia Comunicação, a solução ideal para mudar este panorama.

 

A empresa encaminha mensalmente para os clientes dicas e palestras on-line com especialistas e consultores do mercado, abordando temas como Segurança em Prédios e Direção Defensiva, entre outros. O gerente de segurança recebe esse material e envia aos demais funcionários e colaboradores da empresa, levando informação preventiva a todos. Dessa forma, o departamento de segurança ganhou um canal de comunicação direto com os demais setores dentro das empresas, e passou a ter sua função vista com outros olhos.

 

Em muitos casos, a WebTV rendeu, além do reconhecimento do trabalho, algumas promoções e valorizações para os gerentes de segurança. De acordo com Luciano Caruso, gerente de marketing da Graber, é exatamente este o principal objetivo. “Nossa empresa não oferece nenhum serviço e nem tenta vender nada neste canal. O gerente de segurança, nosso interlocutor, é a nossa estrela. Não competimos com ele pelo mérito da ferramenta nem do benefício”, afirma Luciano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comunicação direta

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

A exemplo da estrutura de comunicação de voz montada para atender as instituições que atuam como dealers do Tesouro Nacional, a RTM – Rede de Telecomunicações para o Mercado está oferecendo o mesmo serviço de hotlines às instituições financeiras interessadas em falar diretamente com as Mesas de Câmbio e com o Departamento de Mercado Aberto do Banco Central, em Brasília e no Rio de Janeiro, respectivamente.
Atualmente, nove instituições já utilizam a infra-estrutura da Rede para comunicação através dessas hotlines com as duas Mesas do Banco Central. O Tesouro Nacional opera diretamente com os seus dealers, que totalizam 17 instituições financeiras, através das linhas da RTM para esse tipo de comunicação.
O conceito da hotline é estabelecer uma linha privada direta entre dois parceiros. Através de uma programação especial de discagem abreviada ou retirada do telefone do gancho, os usuários podem entrar em contato entre si ou serem contatados imediatamente. As linhas privativas são indicadas no caso de parceiros que tenham um volume grande de contato ou para aquelas instituições que necessitam de comunicação imediata, sem qualquer dificuldade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima