Consolidação ou amadurecimento?

0
2


A cada ano o marketing de relacionamento vem ganhando mais destaque nos planejamentos das empresas. Em pesquisa realizada pela Abemd, Associação Brasileira de Marketing Direto, mais de 72% dos consultados revelam que ganhou importância no mix de comunicação. Para Efraim Kapulski, presidente da Abemd, o mercado brasileiro está em linha com os maiores mercados do mundo, tanto em termos de planejamento e criação, como no uso das mais avançadas tecnologias. “Mas não é só isso, nosso setor amadureceu muito no que diz respeito às autorregulamentações e na atuação junto aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, que ajudam a torná-lo mais profissional”, lembra.
 
Para Luiz Buono, vice-presidente de planejamento e atendimento da agência Fábrica, o mercado brasileiro de marketing de relacionamento está em um estágio de desenvolvimento constante. “O marketing de relacionamento vem avançando muito além de suas práticas convencionais. Hoje, todo o universo de conexões e engajamento com consumidores com diversos tipos de ferramentas e canais faz parte do relacionamento”, aponta.
 
Porém, para alguns executivos, o mercado precisa amadurecer ainda mais. Para Ana Luiza Whittaker, diretora de comunicação e relacionamento da GVT,há ainda muito que evoluir. “As empresas muitas vezes desenvolvem uma estratégia de relacionamento que não entrega o básico e, sendo assim, não conseguem desdobrar questões relacionadas à fidelidade e engajamento”, explica. O presidente e CCO da Sunset Comunicação, compartilha da opinião. Para ele, o mercado brasileiro está amadurecendo agora, embora alguns segmentos se encontrem em estágios mais avançados.
 
O que ninguém discute é a importância que o marketing de relacionamento ganhou. Para Patrícia Pessoa, gerente de marketing de relacionamento e redes sociais da Fiat Automóveis, o marketing de relacionamento é, dentre todas as outras modalidades do marketing, aquele que proporciona maior proximidade com o consumidor. “Ao lançarmos alguma ação, já temos como pressuposto gerar uma conversa com o consumidor, o que é extremamente rico para pensarmos em estratégias futuras”, explica. Outras vantagens apontadas pela gerente são a possibilidade de medição de resultados e o custo menor.
 
Na opinião de Nívea Regina Ferradosa, diretora de marketing Citroën Brasil, investir nessas ações permite a empresa a conhecer melhor o consumidor, além de manter o contato direto. “Toda forma de contato com nossos clientes nas diversas plataformas são bem vindas, e nos auxiliam no desenvolvimento de séries especiais e na melhoria em nossos produtos e serviços”, ressalta a diretora.
 
Confira a opinião dos profissionais do mercado:
 
Mercado brasileiro está em linha com os maiores do mundo, aponta presidente da Abemd
 
Campanhas devem soar verdadeiras e originais para criar um relacionamento
 
Citroën Brasil aposta em ações exclusivas para surpreender o cliente
 
Souza Aranha comemora consolidação do novo posicionamento
 
Diálogo aberto
Ações de marketing possibilitam à Fiat ampliar o relacionamento com os clientes
 
Campanhas devem gerar valor para conquistar a confiança do consumidor
 
Campanhas face-to-face auxiliam Fundação Abrinq a conquistar e fidelizar doadores
 
Na hora de criar uma campanha é importante pensar como a empresa cliente
 
Saber gerenciar as informações sobre os clientes pode aumentar assertividade nas ações
 
Avanço das plataformas permitiu o desenvolvimento do mercado brasileiro

Marketing estratégico
Apesar da evolução, mercado brasileiro não está totalmente maduro