Consumidor ganha aliado contra preços abusivos

0
4


O consumidor enfrenta mais gastos no mês de janeiro, com material, uniforme e transporte escolar. E também sofre muitas vezes com os preços abusivos. Para tentar evitar situações como essa, o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão ligado ao Ministério da Justiça, lançou um calendário para que ações educativas sejam desenvolvidas antes de datas como Páscoa, Dia das Mães, Natal e também a de volta às aulas, segundo a Agência Brasil.

De acordo com o diretor do DPDC, Ricardo Morishita, o calendário oferece informações para que o consumidor saiba defender os direitos na hora das compras. “É um programa de educação para o consumo informal e o objetivo é trabalhar junto com o Sistema Nacional de Defesa do Consumidor, Procons e entidades civis, garantindo o acesso à informação, a prevenção e a liberdade de escolha aos nossos consumidores”, disse.

Os Procons estaduais, explicou, serão orientados a dar início às atividades pelo menos um dia antes da data comemorativa. E deverão respeitar as características da região. As informações do calendário estarão nos sites das instituições estaduais.

Para a volta às aulas, primeira data definida no calendário, o diretor destaca algumas atitudes que o consumidor deve adotar: pesquisar preços, observar os contratos – em especial, os de transporte escolar – e usar conscientemente materiais como cadernos e lápis. “Nós encontramos diferenças de 170% até 500% nos preços do material escolar, em São Paulo e na Paraíba. Consumidor que pesquisa faz valer mais o dinheiro dele. Também recomendamos o uso do kit escolar do ano passado, para um consumo consciente e sustentável”, acrescentou Morishita.