Consumidor se mostra cauteloso

0
3



Depois de registrar leve alta em abril, a confiança do consumidor paulistano volta a cair em maio, é o que revela o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) do munícipio de São Paulo, apurado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo, FecomercioSP. Neste mês, o indicador assinala queda de 1,2% ao passar de 165 pontos para 163 pontos, em escala que varia de 0 a 200 pontos e demonstra otimismo quando acima dos 100 pontos.

 

A queda do nível de confiança em maio se deve pela redução de um dos indicadores que integram o ICC. O Índice de Condições Econômicas Atuais (ICEA), que mede o grau de satisfação dos consumidores com o momento atual da economia, apresentou retração em todos os quesitos que o compõe, com declínio de 4,3% frente abril. O segmento que mais contribuiu para a evolução desfavorável do indicador foi o de consumidores com idade inferior a 35 anos, com recuo de 5,7% frente ao mês de abril. A percepção do público feminino também corroborou para o resultado ao apresentar queda de 5,5% ante o mês anterior.

 

No caminho contrário, o Índice de Expectativa do Consumidor (IEC), grupo que mede a percepção futura dos consumidores, mostrou avanço de 0,9%. No resultado do IEC em maio, destaca-se a dicotomia entre as classes de renda. Enquanto os consumidores com renda superior a 10 salários mínimos assinalaram queda de 0,3%, àqueles abaixo desse patamar indicaram alta de 3,2%. Os projetos de melhoria das condições com base em redução de juros e projetos de aceleração econômica tendem a ser mais bem recebidos pelas faixas de renda menores – possivelmente as mais afetadas com as mudanças da situação econômica.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMarketing interativo para engajar clientes
Próximo artigoteste