Consumo consciente?

0
1
Os temas de sustentabilidade e meio ambiente estão nas plataformas dos principais partidos políticos, mas ainda não sensibilizam a maioria da população brasileira: os 52% que compõem a Classe C. Através de uma sondagem feita pela Quorum Brasil com 200 paulistanos da Classe C, foi apontado que a maioria já ouviu falar (62%), mas não sabe o que é sustentabilidade (74%), assim como entendem que consumo consciente é comprar apenas o necessário, evitando desperdício. 
O estudo revela também que 73% se dizem preocupados com o meio ambiente, e segundo Claudio Silveira, que coordenou a pesquisa, a escassez de água em São Paulo tem levado esse assunto para dentro de casa e certamente alterado alguns comportamentos. No entanto, esse segmento não pagaria a mais por produtos sustentáveis, nem trocariam os produtos que usam por outros mais sustentáveis, mesmo que o preço fosse o mesmo. O fato de 64% não se considerarem bem informados sobre o tema certamente impacta nesse comportamento. Além disso, 73% também confirmaram que trocariam o produto de uma marca se ela fosse prejudicial ao meio ambiente.
A pesquisa chegou a conclusão de tais fatores:
– As mulheres se consideram mais ligadas ao tema e que para elas trocar de marca por conta desta prejudicar o meio ambiente seria mais simples do que para os homens;
– Com o nível de informação que a classe C tem hoje em mãos, a compreensão que fica para eles é de que consumo consciente é o mesmo que não desperdiçar;
– Sustentabilidade é uma palavra ainda mais distante deste segmento e a reciclagem é o significado mais próximo dessa palavra para os entrevistados;
– O apelo social tem mais impacto que o apelo ambiental no caso de uma possível escolha entre duas marcas de um mesmo produto com preços similares;
– Até mesmo em função do momento, falta de água na cidade de São Paulo, os assuntos meio ambiente e natureza estão sendo mais discutidos dentro de casa, gerando a perspectiva de que teremos um consumidor de futuro muito mais consciente do que o atual.