CPTM otimiza planejamento de transporte

0
1



A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), que transporta dois milhões de passageiros por dia, enfrenta constantemente o desafio de calcular a melhor maneira de atender a uma população de quase 20 milhões de habitantes da região metropolitana de São Paulo. Nos últimos anos, a CPTM tem investido na extensão de suas linhas, na construção e reforma de estações, na dinamização de infraestrutura e também no aumento e recuperação de sua frota, com a meta de transportar 3,2 milhões de passageiros diariamente.


Há mais de quatro décadas é preparada pelo Metrô (Companhia do Metropolitano de São Paulo) a pesquisa origem e destino, também conhecida como O/D, com o objetivo de coletar dados e informações dos deslocamentos da região metropolitana de São Paulo. Realizada a cada dez anos, a pesquisa de campo leva de seis a sete meses para ser concluída e a cada cinco anos passa por uma aferição. Ela identifica as principais viagens diárias dos passageiros conforme o motivo e o modo de transporte utilizado, aponta os fluxos de deslocamento na cidade e permite identificar as carências no atendimento da demanda de transporte.


A última Pesquisa O/D foi apurada em 2007 e foi nesta mesma época que a gerência de planejamento de transporte da CPTM resolveu adotar o software IBM SPSS Statistics. Com a base de dados da pesquisa consolidada e consistente, a equipe de planejamento de transporte notou de imediato um ganho de produtividade ao iniciar a manipulação de dados. “Conseguimos reduzir um estudo que demandava um dia inteiro para 20 minutos, mantendo a mesma confiabilidade nas informações”, afirma Rodrigo.


O aumento de produtividade também foi sentido nas pesquisas de previsão de demanda de curto prazo. “Antigamente, esse estudo necessitava de, pelo menos, uma semana para ser concluído. Agora, ele foi automatizado para duas horas”. Além disso, a área de planejamento de transporte conseguiu reduzir a margem de erro dessas previsões de demanda de 6% para 2%.


O software também está auxiliando na previsão de passageiros pagantes, estudo que se tornou primordial para o departamento financeiro da CPTM. “Esses resultados auxiliam na previsão da receita e ajudam a projetar os gastos futuros, que vão desde a contratação de empresas no desenvolvimento de novos projetos até a contratação de novos profissionais”, comenta o analista.