Crescimento a partir da gestão

0
15



O crescimento das grandes empresas latino-americanas está relacionado a um período extenso de sólido desempenho gerencial e não diretamente à influência dos cenários econômicos e ampliação industrial das geografias na região. Esta é a conclusão de pesquisa realizada pela Accenture com base em análises quantitativas e qualitativas de 529 empresas da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru e suas informações financeiras públicas, entre 2000 e 2010.

 

O levantamento verificou que as companhias com alto crescimento e rentabilidade enfatizaram a expansão de suas atividades na última década, em vez da redução de custos e não são, necessariamente, líderes em suas indústrias. Mesmo com uma baixa inflação na região e aumento do Produto Interno Bruto, PIB, apenas uma em cada 20 empresas (5%) atingiram crescimento sólido e contínuo entre 2000 e 2010.

 

De acordo com o estudo, que os componentes de sucesso para as empresas de alta performance latino-americanas são:

 

Fórmulas simples de crescimento: essas companhias buscam crescer mais do que reduzir custos;  seus lançamentos estão próximos do core business, assim como as estratégias de expansão geográfica e produtos. Elas ainda investem em pequenas fusões e aquisições, além de possuírem uma integração robusta nos processos pós-fusão, com metas claras de investimento.

 

Objetivos audaciosos e amplos: essas empresas possuem metas de crescimento mais ambiciosas e são mais confiantes em atingir os objetivos em relação às concorrentes do mercado.

 

Negócios com foco no crescimento: elas possuem uma estratégia fundamentada, um time de lideranças forte e uma estratégia de negócios voltada ao crescimento. Isso se reflete em uma estrutura mais simples, em mais agressividade e garantia de reinvestimentos mais amplos nos negócios. Quase metade dos consultados (47%) acredita estar a 75% de alcançar o seu potencial máximo de negócios.