Crise abre portas para mercado nacional

0
8
O cenário atual da economia brasileira vem demandando adaptações de todos os lados, de empresa a clientes. Principalmente, acarretados pela alta dos juros e aumento do dólar. Por conta dessa última situação, por exemplo, clientes acostumados a comprar produtos importados passaram a focar mais nas opções nacionais. Assim, foi o momento de muitas empresas brasileiras aproveitarem o momento e conquistarem o mercado. “A Pharmapele enxerga neste cenário uma oportunidade para venda de cosméticos nacionais e de boa qualidade. Continuamos lançando novos produtos, realizando ofertas com preços atrativos”, afirma a farmacêutica Luisa Saldanha, diretora da rede. 
Luisa destaca ainda que em tempos de crise financeira, as pessoas tendem a repensar alguns investimentos, como a troca do carro, a aquisição de um imóvel. E isso as leva a se autocompensarem de outras formas, investindo mais no cuidado e em pequenos momentos. “Bom, neste caso específico, entra a Pharmapele que une saúde, beleza e bem-estar”, complementa. 
Relação com o cliente
Neste ano, também, a empresa buscou aproximar a marca aos consumidores, criando uma relação de amor. “A Pharmapele que já é sinônimo de qualidade, precisa se tornar uma marca mais humana que seja capaz de formar um conjunto de sentimentos na mente do consumidor. Para isso, buscamos falar menos do negócio em si e sim, conversar com as pessoas da forma como elas gostam de se relacionar”, comenta a executiva. 
Dessa forma, no ano passado, a rede investiu em publicidade para disseminar esse conceito que visa aproximação com as pessoas. Tanto que se uniu ao artista plástico Rafa Mattos, conhecido pelo movimento “Plante Amor e Colha o Bem”. “Tudo isso tem a ver com o que buscamos transmitir nesse novo momento. Hoje, esse sentimento é o nosso diferencial. Tudo traz o amor como princípio, meio e fim das nossas ações”, declara Luisa.