Cuidado com o SMS intrusivo!

0
10
Com as redes sociais, aplicativo e uma vida cada vez mais mobile, clientes hoje em dia possuem uma influência maior do que antes, uma vez que hoje é difícil de medir o alcance que sua opinião pode chegar e também a capacidade de atrair outras pessoas com pensamentos iguais. Como afirma Alexandre Dias, CEO da Talktelecom, atualmente o público pode ser uma ótima forma de divulgação de uma marca. “Com as mídias sociais e as campanhas boca a boca, um consumidor feliz pode ajudar muito a marca, mas um infeliz… Bem, pode arruinar uma empresa em 5 segundos”. 
É por esta razão que uma empresa precisa ter cuidado no momento de planejar estratégias de marketing, pois, ao mesmo tempo em que podem conquistar e fidelizar mais clientes, também podem se tornar grandes vilões para a obtenção de bons resultados. Um exemplo é o SMS marketing. Apesar de ser um meio de comunicação mais rápido, sem uma boa estruturação de seu envio, as marcas podem se tornar intrusivas e irritantes.  “Esse recurso é vantajoso pela sua agilidade, alcance e economia em relação a outras práticas mais utilizadas pelo marketing, como mala direta. Mas o mau uso ou excesso dos torpedos pode causar inconveniências e gerar uma impressão negativa junto ao público” explica Dias.
Para não perder a mão e nem o cliente, o executivo aconselha que o SMS seja objetivo e apresente ofertas interessantes. Além disso, coloque à disposição do consumidor a opção de subscrição, ou seja, ofereça a informação de como ele deve fazer caso não queira mais receber as mensagens. É importante, ainda, não se esquecer de definir uma estratégia para os torpedos, como definir tipo de abordagem, linguagem e periodicidade de cada campanha. “Por último, assegure que o canal seja oficial, pois muita gente desconfia da autenticidade de mensagens de promoção, sorteio ou cobranças. Insira um número para contato ou link para que o receptor possa se certificar de que se trata de um envio legítimo da empresa remetente”, finaliza ele.