Demanda faz POS ter cada vez mais funcionalidades

0
2
Autor: Eduardo Quevedo
A tecnologia evolui na medida da demanda e da necessidade de as empresas se anteciparem às necessidades de seus clientes, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas. Um bom exemplo de como esse processo se desenvolve é o do que vem acontecendo com os aparelhos celulares.
Quem imaginaria, nos anos 1990, que um aparelho móvel, usado para fazer ligações de qualquer lugar – o que já era uma grande inovação! – teria mil e uma funções e que elas se tornariam até mais utilizadas do que a principal, de fazer telefonemas?
É fácil perceber, em qualquer lugar, que todo mundo anda conectado o tempo todo. O brasileiro já acessa a internet mais via celular do que no tradicional PC, por exemplo. A maioria das fotos são tiradas com smartphones; o despertador virou peça de museu: afinal, você tem um celular em mãos e ele é capaz de fazer tudo isso! Tudo isso e muito mais, na medida em que hoje as transações financeiras também são feitas via celular, sejam pagamentos sem contato, sejam pelos aplicativos do seu banco digital: muito fácil, rápido e seguro.
Os meios de pagamento também estão evoluindo numa velocidade incrível. Em 1950, o primeiro cartão de crédito era feito de papel cartão, com os dados do portador datilografados… Depois veio o plástico com as informações do usuário em alto relevo, a tarja magnética, o código de segurança (CVV), o chip, os tokens, o CVV dinâmico, as transações sem contato, por simples aproximação de um terminal de pagamento.
Os próprios terminais ou POS, ou seja, as maquininhas de cartão, também estão dando imensos passos tecnológicos nos últimos tempos. As máquinas pesadas, antigas, ligadas a uma linha telefônica fixa deixaram de existir há tempos. Hoje são wifi, Bluethooth, aceitam pagamentos contactless de celulares, pulseiras, relógios e uma série de wearables… Mas as facilidades não pararam por aí.
Na atual – nova – fase, está acontecendo uma revolução: há cada vez mais funcionalidades embarcadas nos POS, que estão transformando os pontos de venda do varejo em ambientes sofisticados e altamente interativos.
Assim, os novos POS permitem que os estabelecimentos comerciais gerenciem seus negócios e incrementem suas vendas com muito mais rapidez e facilidade. As plataformas baseadas no sistema operacional Android já disponibilizam todas as funcionalidades que um espaço aberto e conectado pode proporcionar. Com objetivo de reduzir significativamente os custos com treinamento e manutenção de pessoal, o equipamento já oferece as próprias informações de utilização.
Esses dispositivos podem ser utilizados por empresas de qualquer tamanho, pois atendem as necessidades dos mais variados segmentos de negócio, com soluções personalizadas, flexibilidade para todas as formas de pagamento, conectividade e segurança nas transações, além de processadores alocados na nuvem, uma transformação sem precedentes e sem limites!
Eduardo Quevedo é diretor geral da Verifone Brasil.