Domingo, dia de compras

0
4

O novo decreto que regulamenta o funcionamento do comércio aos domingos, assinado recentemente pelo prefeito José Serra, vem ao encontro do desejo dos consumidores paulistanos. Sondagem realizada pela Fecomercio (Federação do Comércio do Estado de São Paulo), no início deste ano, mostra que 54,5% dos paulistanos são a favor da abertura de lojas e outros estabelecimentos comerciais nos domingos e feriados.

Na avaliação da Fecomercio, a decisão de colocar em funcionamento o comércio aos domingos e feriados deve se manter facultativa. O empresário do comércio tem que avaliar as vantagens obtidas no ramo e na região em que atua com a abertura do estabelecimento.

Dos 800 entrevistados na pesquisa, 61% disseram que a abertura nesses dias motiva-os a realizar compras, comprovando a demanda existente para a ampliação do funcionamento do comércio. Para 34,8% destes consumidores, no domingo, há mais tempo para procura do produto desejado e pesquisa de preços. Outros 23,5% destacaram ter mais tempo também para buscar promoções.

A compra aos domingos ocupa o terceiro lugar na preferência, com 13% das opções dos consumidores. De acordo com a sondagem, 50% dos entrevistados ainda preferem os sábados, enquanto a sexta-feira é o melhor dia para 14%. Por outro lado, com a regulamentação do funcionamento do comércio, 56% dos entrevistados disseram que pretendem transferir pelo menos parte de suas compras para os domingos e feriados.

A sondagem revela também que 56% dos entrevistados estimam consumir mais nas compras feitas em domingos e feriados. O segmento de vestuário aparece como maior beneficiado, com o direcionamento de 57% dos gastos previstos. Já os eletrodomésticos e eletroeletrônicos contam com 13% das intenções de consumo nesses dias.

Decreto – A recente regulamentação do funcionamento do setor aos domingos, iniciada com decreto publicado no final da gestão da prefeita Marta Suplicy, foi definida a partir de longo processo de negociação entre representantes de empregados e empregadores. Atualmente, as entidades sindicais têm de solicitar autorização à Secretaria das Subprefeituras com apresentação de cópia de convenção coletiva em que esteja previsto o funcionamento em domingos. Por sua vez, o empresário do comércio poderá obter a autorização no próprio sindicato patronal que representa o seu segmento.