E o padrão da marca?

0
2



O conceito de empreendedorismo tem se mostrado mais maduro e, a cada dia, mais pessoas estão buscando investir em seu próprio negócio. Nesse cenário, a imagem das franquias está mais fortalecida e, hoje, o investidor está bem mais interessado no sistema de franchising, segundo Carlos Zilli, diretor de marketing da Associação Brasileira de Franchising, ABF, e também franqueador do grupo Imaginarium. Tanto que o número de franquias não para de crescer. O ano de 2012 fechou com aumento de 15% sobre o ano de 2011, quando o faturamento foi de R$ 88,8 bilhões, apontam dados da ABF.


No entanto, junto com a expansão do setor vem a forte concorrência. E um ponto que se deve tomar atenção é manter o padrão de qualidade da marca, aponta Zilli, em entrevista exclusiva ao portal ClienteSA. “Uma falha que observamos é que no começo do negócio muito dos franqueados seguem bem os padrões, as normas da franquia, mas com o tempo querem agir de forma excessivamente autônoma”, comenta o diretor da ABF, que enfatiza a importância do acompanhamento do franqueador ao franqueado.


Para não comprometer o relacionamento com o cliente, as franqueadoras podem buscar solução em treinamentos coletivos diferenciados, como é o caso do grupo Imaginarium. “A rotatividade de gerentes e lojistas é muito alta, mas é fundamental que todos tenham um sólido treinamento para seguir os padrões da marca. Uma das soluções encontradas para isso foi a plataforma e-learning”, explica Zilli, acrescentando que o sistema pode diminuir os custos e se adéqua a qualquer local e horário.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstratégia de peso
Próximo artigoImago cria a fãdelização