Economias desprotegidas

0
1



A McAfee, empresa de tecnologia de segurança da informação, apresentou no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, as conclusões do estudo sobre a segurança da informação de economias globalizadas. No relatório “Economias Desprotegidas: Proteção de Informações Vitais”, especialistas em segurança e decisores seniores de TI de todo o mundo alertaram que a recessão está colocando em risco as informações corporativas, numa escala jamais vista.

 

Um estudo feito pelos pesquisadores da Purdue University´s Center for Education and Research in Information Assurance and Security (Cerias) mostrou de onde se originam informações vitais como as de propriedade intelectual, onde elas são armazenadas mundialmente e como elas são transferidas ou perdidas. As empresas pesquisadas estimaram uma perda conjunta de US$ 4,6 bilhões em propriedade intelectual apenas no ano passado e o gasto aproximado de US$ 600 milhões no reparo dos danos causados pela violação de dados.

 

Com base nesses números, a McAfee avalia que companhias em todo o mundo perderam mais de US$ 1 trilhão em 2008. “Assim como o ouro, o diamante ou o petróleo, a propriedade intelectual é uma moeda de troca internacional e seu roubo pode causar um sério impacto econômico”, alega Eugene Spafford, professor de Ciência da Computação da Purdue University e diretor executivo do Cerias.

 

De acordo com as descobertas do estudo, o prejuízo mundial causado pela perda de dados pode ser considerado uma estimativa conservadora. “Este relatório deve servir de alerta, pois a atual crise econômica está pronta para criar uma sobrecarga mundial nas informações vitais. As organizações precisam considerar a segurança não como um centro de custo, mas como um viabilizador de negócios”, acrescenta Dave DeWalt, CEO e presidente da McAfee. O relatório recomenda práticas ideais para a proteção de bens digitais valiosos, visando não apenas à sobrevivência, mas à prosperidade nestes tempos difíceis.

 
















Principais descobertas


– Recessão coloca propriedade intelectual em risco


– Comprometimento com informações importantes varia muito


– Propriedade intelectual se torna moeda internacional


– Funcionários roubam propriedade intelectual


– Ameaças regionais à propriedade intelectual