Eli Lilly adota papel reciclado

0
0



A indústria farmacêutica Eli Lilly do Brasil está passando por um processo de implementação de mais uma atitude socialmente responsável: a adoção de papel reciclado em seu escritório. O ganho ambiental é muito significativo, já que a empresa utiliza, somente em impressoras e copiadoras, 12 toneladas de papel por ano, mais de 2,5 milhões de folhas sulfite, o equivalente a 288 árvores cortadas.


Para que a implementação do reciclado na Lilly seja 100% efetivada, estão sendo tomadas medidas técnicas e de comunicação, como adaptação dos equipamentos e checagem com os clientes para levantar se estão aptos a receber documentos em papel reciclado. Com a mudança, os cartões de visitas e os holerites dos funcionários serão impressos como o balanço social da empresa, tudo em papel reciclado.


“Hoje em dia, podemos até encontrar papel reciclado por um preço menor que o branco, sem contar que o reciclado pode ser reciclado novamente. Economizamos, assim, metade da energia gasta com a produção de papéis brancos”, acrescenta Nelson Castro, responsável pelo programa de responsabilidade social da Lilly no Brasil.