Empresa: estratégias excelentes

0
0

*João Gonçalves Filho (Bosco)


O grande desafio da empresa moderna é encontrar e definir as reais estratégias a serem utilizadas para que ” esta sejam sensacionais “. Para o renomado Conferencista e autor de grandes ” best-seller ” – Roberto Shinyashiki – as empresas no mercado globalizado da atualidade, mercê das profundas transformações do mundo atual, não chegam a ser sensacionais por razões relevantes, as quais analisaremos a seguir.

O foco de muitas empresas limita-se tão sómente em procurarem melhorar o que têm, quando na realidade, tal foco seria otimizar a sua capacidade competitiva de mercado, agregando benefícios outros, além do produto em si. Êste não é mais suficientemente capaz para o sucesso de vendas. Os valores agregados constituem-se no grande diferencial de sucesso da empresa. Daí, a relevância do ” marketing de vendas “, não esquecendo que marketing é emoção. O que dizemos não conta. O que importa ou conta é o que fazemos as pessoas sentirem. Para o Profº Frank Maquise – vice-presidente da Fedex – ” a emoção é o que move o mundo “. A participação da comunicação é algo absolutamente relevante para o sucesso da empresa moderna. Esta percepção é levada ao consumidor, através do marketing de relacionamento. Em suma, ” vender é proporcionar sonhos, emoções, tudo o que possa encantar o cliente ” – afirma o Consultor de Empresa – Roberto Shinyashiki. Noutra visão estratégica da empresa competitiva, ” vender é usar as emoções de cada cliente, a cada momento “. O foco da empresa de sucesso, portanto, é não vender produtos ou serviços e, sim, auto-estima, alegria, satisfação, benefícios, lucratividade e atendimento às necessidades de cada cliente.

Num segundo plano, muitas empresas passam o tempo todo olhando para os seus concorrentes ao lado, ou muitas vêzes, encontrando justificativas evasivas para o seu insucesso. A visão do concorrente tem como objetivo precípuo apenas identificar as suas estratégias mercadológicas e, a partir desta constatação, utilizar-se da criatividade e capacidade inovadora para encontrar diferenciais outros, os quais venham agregar-se para o sucesso e lucratividade da empresa.

A partir da globalização do mundo moderno, o grande capital da empresa passou a ser os seus clientes e colaboradores atuais ou que venham a ser contratados. Muitas empresas não atingem o sucesso ou não ” são sensacionais “, porque aceitam pessoas incompetentes. O crescimento da empresa para o Consultor de Empresa – Daniel Godri é proporcional à competência dos seus colaboradores. A gestão dos recursos humanos ( RH ) da empresa há de contratar pessoas motivadas para alcançar metas, comprometidas para superação pessoal, criativas para a superação das crises e jamais de pessoas desmotivadas. O treinamento, neste particular, constitui-se em algo relevante na competência dos seus colaboradores.

A excelência da empresa, numa reflexão final, é alcançada, comprovadamente, por alguns atributos ou requisitos indispensáveis, como : ” estratégias excelentes somadas à operações excelentes e competência profissional de gestores e colaboradores. Toda esta estratégia de sucesso passa, obrigatóriamente, pela ” nova cultura empresarial ” do trabalho em equipe implementado pela empresa, redundando no comprometimento de todos para o atingimento de metas e lucratividade. Em síntese, a excelência da empresa não se constitui num acontecimento mágico, mas é fruto de planejamento estratégico compatível com a realidade de mercado, a cada momento. Por outro lado, a interação contínua entre os gestores maiores da empresa, colaboradores e clientes constituem-se nos reais e duradouros caminhos para o sucesso empresarial – afirma o Profº Daniel Godri.

João Gonçalves Filho (Bosco), Administrador de Consórcio – [email protected]