Equifax e CNC ampliam linha de produtos

0
0
A Equifax, empresa fornecedora de soluções para gestão de negócios, e a Confederação Nacional do Comércio estão ampliando a parceria estabelecida em setembro de 2006, ao lançar ferramentas de concessão de crédito e cobrança, com formatação característica para as empresas representadas pela entidade, que indicam o comportamento financeiro de pessoas físicas e jurídicas e uma avaliação do potencial de crédito.
A partir de hoje, os empresários ligados à CNC também podem contar com os lançamentos Equifax Consumidor, Equifax Empresa, Equifax Verifica Consumidor e o Equifax Verifica Empresa, além dos produtos já disponibilizados – Equifax Consumidor Completo, Equifax Empresa Completo, Equifax Decisão, Equifax Cheque Completo, Equifax Cheque e Equifax Cobrança. Os produtos são desenvolvidos para que os comerciantes possam estabelecer uma boa análise do comportamento de consumidores e empresas, antes de conceder ou não o crédito e que oferecem informações seguras, baseadas na experiência de mais de 30 anos da multinacional nessa área.
“A parceria com a CNC tem por objetivo contribuir para o desenvolvimento do varejo em todo o Brasil, o qual representa um dos principais catalisadores da economia do País. Com essas ações esperamos, até o final do ano, aumentar de 600 para 5.000 o número de empresas que se beneficiam desse banco de dados, que integra dados atualizados e de fonte segura”, diz Alexandre Kanbach, gerente de alianças e parcerias da Equifax.
Com o objetivo de modernizar e, assim, aumentar as vantagens competitivas no mercado varejista, a Equifax e a CNC também focaram investimentos em inovação. As informações antes obtidas apenas por meio da Internet a partir de julho de 2007 poderão ser consultadas por telefone (URA), SMS (mensagem via celular), POS e TEF (máquinas que capturam as transações de cartões de crédito e débito nos pontos-de-venda). Com essas iniciativas, as grandes beneficiadas serão as micros e pequenas empresas que ainda estão à margem da inclusão digital, o que dificulta o acesso aos benefícios que a tecnologia da informação pode propiciar aos negócios.